Morre mais um detento no HUT; família não foi avisada que ele estava internado

Sejus contesta denúncia e diz que família foi avisada da internação do detento


Martoniel Costa Oliveira

Martoniel Costa Oliveira Foto: Montagem Piauí Hoje

Martoniel Costa Oliveira, de 21 anos, morreu às 21h52 dessa terça-feira (19) no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). A causa da morte ainda não foi divulgada. A Secretaria de Justiça do Piauí confirmou a morte do preso.

É o segundo interno da Cadeia Pública de Altos (CPA) que morre na unidade hospitalar em menos de uma semana. Na última quinta-feira (14) morreu com quadro pneumonia, insuficiência renal e infecção grave o homem identificado como Francisco Wellington. De acordo com o HUT, sete detentos permanecem internados. 

Há treze dias, 48 presos da CPA apresentaram sintomas de infecção, sete deles foram internados, dois testaram positivo para leptospirose, um para hepatite e agora dois vieram a óbito.

O Piauihoje.com divulgou ontem laudo preliminar da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) apontando presença de urina de rato  e coliformes fecais na água consumida pelos internos. Esse relatório foi levado a conhecimento do Ministério Público do Piauí no último dia 11 de maio em reunião por videoconferência com participação do secretário estadual de Justiça Carlos Edilson.

A reportagem conversou com a mãe de Martoniel, identificada apenas como Márcia. Ela conta que a família não foi avisada da internação do filho pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e que nem mesmo o HUT repassou informações ao pai da vítima que, por duas vezes, esteve no local buscando notícias sobre o quadro de saúde do paciente.

Segundo a mãe, a família só soube que o apenado estava internado na última sexta-feira (15) à noite, um dia após a morte de Francisco Wellington, quando uma amiga lhe deu a notícia. Márcia teria falado com ele por videoconferência pela última vez no sábado (16). Ela conta que ele aparentava cansaço e disse que queria ver o filho.

A família de Martoniel mora na Vila Firmino Filho, zona Sudeste de Teresina. Ele foi preso em outubro de 2019 pelo crime de roubo seguido de morte. Era interno do pavilhão C, cela 25. Já Francisco Wellington era do pavilhão B, cela 8, o que demonstra que a infecção pode ter atingido pelo menos todos os internos destes dois pavilhões.


Notícias relacionadas

Preso por fraude licitatória testa positivo para Covid-19 na Penitenciária Irmão Guido

Familiares protestam em frente ao Karnak após morte de detento da Cadeia de Altos

Detento da Cadeia Pública de Altos morre no HUT com pneumonia e insuficiência renal

Infecção atinge 48 detentos da Cadeia Pública de Altos e são testados para o coronavírus

Sindicato pede instalação de hospital de campanha na Casa de Custódia para tratar presos com Covid

Covid-19: Juiz prorroga prisão domiciliar de presos do regime semiaberto no Piauí

Vídeos de presos denunciam torturas, agressões e maus tratos na Cadeia de Altos

Ex-detento está ameaçado de morte após denunciar torturas na Cadeia Pública de Altos

Mais um detento da Penitenciária Irmão Guido testa positivo para o novo coronavírus

Laudo aponta contaminação da água na Cadeia Pública de Altos; 1 detento morreu

Próxima notícia

Dê sua opinião: