PANDEMIA

Mais um detento da Penitenciária Irmão Guido testa positivo para o novo coronavírus

Homem foi preso na Operação Delivery, da PF, acusado de fraude em processo licitatório em União-PI


Presos em um dos pavilhões da Penitenciária Irmão Guido

Presos em um dos pavilhões da Penitenciária Irmão Guido Foto: Divulgação/Sejus

Mais um detento testou positivo para Covid-19 no Piauí. A informação foi confirmada ao Piauihoje.com nesta segunda-feira (18) pela assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), que não revelou a identidade do homem. Com isso, são dois apenados infectados no Estado. 

A dupla foi presa durante a Operação Delivery, deflagrada pela Polícia Federal no último dia 12 de maio no município de União, a 53 quilômetros de Teresina. A Operação Delivery culminou na prisão de cinco pessoas entre empresários, um vereador e servidores públicos municipais de União acusados de desviar dinheiro público destinado à educação municipal, de corrupção, de peculato e fraudes licitatórias.

Em nota a Sejus informa que o apenado está sendo monitorado e foi colocado isolado dos demais. 

NOTA -SEJUS

A Secretaria de Estado da Justiça informa que recebeu, hoje (18), mais um detido na Operação Delivery,  executada pela Polícia Federal, no último dia 12, no município de União, e que testou positivo para Covid-19. O detento está custodiado na Unidade de Apoio Prisional, antigo Hospital Penitenciário, e, lá, se mantém em isolamento e em observação.

Hospital na Casa de Custódia

Prevendo larga contaminação no sistema penitenciário do Piauí, o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sinpoljuspi) encaminhou ofício ao Governador Wellington Dias sugerindo a construção de um hospital de campanha no ginásio poliesportivo da antiga Casa de Custódia, localizada na zona Sul de Teresina, para cuidar especificamente dos presos que venham a se infectar.

O pedido leva em consideração o deslocamento de presos acometidos de algum problema de saúde e de policiais penais para os hospitais comuns, o que aumenta o risco de contaminação de Covid-19 tanto para os presos como também aos funcionários dos presídios.

SURTO DE INFECÇÃO

No Piauí, a população carcerária da Cadeia Pública de Altos vive um surto de infecção. Há 11 dias, 48 detentos da CPA apresentaram quadro grave de infecção, sete deles precisaram ser levados a hospitais fora da prisão, entre os sete, um homem identificado como Francisco Wellington morreu na noite da última quinta-feira (14) na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Urgência de Teresina. O obituário verificou morte por pneumonia e insuficiência respiratória.

Ainda hoje a assessoria de comunicação do HUT confirmou à reportagem que o hospital recebeu mais cinco detentos da Cadeia de Altos, que fica a cerca de 30 quilômetros da capital. "Hoje, um grupo de presos da cadeia de altos foi enviado ao HUT com problemas de saúde, mas não divulgamos estado de saúde de pacientes do hospital", informou a ascom.

PROTESTO

Cerca de 50 parentes, entre mães, irmãs e esposas dos apenados da CPA protestaram em frente ao Palácio de Karnak na manhã de hoje pedindo a troca da diretoria da unidade prisional, pedindo que fossem informadas do estado de saúde dos detentos, solicitando comida e água de qualidade e denunciando violência e maus tratos. O protesto ocorreu logo após a morte de Francisco Wellington.

Advogados de presos protestam e denunciam

Representantes da Comissão de Advogados Criminalistas do Piauí (CIAC-PI) estiveram na Cadeia Pública de Altos para averiguar denúncias sobre maus-tratos, falta de comunicação entre familiares dos presos, entre outras. O grupo foi impedido de transitar pela estrada leva à unidade prisional como diz a nota seguir.

NOTA - CIAC-PI

Na manhã desta segunda feira, 18 de maio, A CIAC-PI, Comissão Independente de Advogados Criminalistas do Piauí, se fez presente na CPA- Cadeia Pública de Altos, com intuito de averiguar inúmeras denúncias sobre a situação calamitosa de detentos desta casa de detenção, onde,  determinadas denúncias variam entre diferentes maus-tratos; passarem fome, torturas, como também a falta de comunicação com familiares e principalmente com os seus Advogados, e ainda, solicitar informações sobre a inércia da Secretaria de Justiça- SEJUS, diante das acusações e denúncias.

A CIAC-PI, chegando na unidade prisional, estranhamente foi impedida de trafegar à estrada que dá acesso a CPA, como poderá ser constatado através de registro fotográfico. Após alguns momentos a CIAC-PI foi recebida.


O porta voz, Capitão Marinho, Coronel Pitombeira, Delegado Charles, e Vinicius, diretor deste presídio, receberam e ouviram os Advogados da CIAC-PI que relataram a situação, as inúmeras denúncias que estavam ocorrendo e solicitaram que os portões fossem abertos para que tivessem acesso aos detentos, de modo coordenado e com as devidas cautelas sanitárias para preservar a segurança de todos, essa solicitação foi negada ao tempo que estes representantes da cadeia se comprometeram em levar esse requerimento para o Secretário de Justiça do Estado para uma resposta mais rápida possível.

Assim se encerrou a visita, que de fato arbitrariamente os advogados não conseguiram ter acesso aos seus constituintes, sendo atalhados de direito e de prerrogativas federais e constitucionais, e inclusive ao decreto estadual, como também os direitos dos detentos que preservados constitucionalmente e desrespeitados por esta secretaria, onde, denúncias gravíssimas de torturas não puderam ser averiguadas, pois a comissão foi impedida pelos agentes armados do sistema prisional.
Há de se destacar que outros estados do brasil têm se compreendido e seguido as normas constitucionais, fazendo com que o sistema funcione com atendimentos racionais e com os cuidados necessários para a segurança e saúde de todos.

Aguardamos uma reposta rápida e precisa da Secretaria de Justiça. Não se aceita mais o silêncio e inércia como resposta!

Matérias relacionadas

Preso por fraude licitatória testa positivo para Covid-19 na Penitenciária Irmão Guido

Familiares protestam em frente ao Karnak após morte de detento da Cadeia de Altos

Detento da Cadeia Pública de Altos morre no HUT com pneumonia e insuficiência renal

Infecção atinge 48 detentos da Cadeia Pública de Altos e são testados para o coronavírus

Sindicato pede instalação de hospital de campanha na Casa de Custódia para tratar presos com Covid

Covid-19: Juiz prorroga prisão domiciliar de presos do regime semiaberto no Piauí

Vídeos de presos denunciam torturas, agressões e maus tratos na Cadeia de Altos

Ex-detento está ameaçado de morte após denunciar torturas na Cadeia Pública de Altos

Próxima notícia

Dê sua opinião: