DOENÇA

Infecção atinge 48 detentos da Cadeia Pública de Altos e são testados para o coronavírus

Sete dos 48 foram encaminhados para atendimento hospitalar apresentando sintomas de insuficiência renal


Cadeia Pública de Altos

Cadeia Pública de Altos Foto: Divulgação/Sejus

Nesta quinta-feira (07), 48 presos da Cadeia Pública de Altos foram identificados com infecção. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS) e uma equipe da Secretaria de Estado da Saúde (SESAPI) foi acionada para realizar procedimentos profiláticos.

A equipe da Sesapi foi até o local e coletou amostras para exames. A suspeita é que os detentos tiveram uma intoxicação por água ou alimentos. Foram requisitados os seguintes exames: hemograma, sumário de urina, TGO, creatinina, sódio, potássio, cloro, hantavírus, adenovírus, lepstopirose e hepatite A. 

Mesmo não apresentando sintomas de Covid-19, também foi solicitada, por segurança, a realização de exames para o novo coronavírus. Dos detentos com sintomas, sete deles foram encaminhados para atendimento hospitalar apresentando sintomas de insuficiência renal. Os outros 41 continuam na unidade. Todo o atendimento e tratamento necessário está sendo providenciado para que a saúde dos detentos seja logo restabelecida.

CPA

A Cadeia Pública de Altos recebeu os primeiros detentos em outubro de 2019, ou seja, não completou ainda nem um ano de funcionamento. Apenas um mês depois da inauguração, o Piauihoje.com publicou reportagem onde um ex-preso denunciava torturas e maus tratos. À época, mães e esposas de apenados fizeram apelo para que denúncia chegasse às autoridades competentes. Após denunciar em vídeo as violências sofridas na penitenciária, o ex-detento afirmou que estava sendo ameaçado de morte.

Matérias relacionadas

Vídeos de presos denunciam torturas, agressões e maus tratos na Cadeia de Altos

Ex-detento está ameaçado de morte após denunciar torturas na Cadeia Pública de Altos

Próxima notícia

Dê sua opinião: