PANDEMIA

Preso por fraude licitatória testa positivo para Covid-19 na Penitenciária Irmão Guido

Infectado foi preso na última terça-feira (12), em União, durante operação Delivery, desencadeada pela Polícia Federal


Penitenciária Irmão Guido

Penitenciária Irmão Guido Foto: Divulgação

O sistema prisional do Piauí registrou na última quinta-feira (14) o primeiro detento infectado com o novo coronavírus. A informação foi confirmada na noite desta sexta-feira (15) pelo secretário de Estado da Justiça, Carlos Edilson. 

O homem foi preso na última terça-feira (12) durante operação desencadeada pela Polícia Federal (PF), denominada 'Delivery', que resultou na prisão de cinco pessoas em União, entre empresários, servidores públicos municipais e um vereador da cidade. Os cinco são acusados de desviar dinheiro públicos destinado à educação municipal, de corrupção, peculato e fraudes licitatórias.

Ao Piauihoje.com, a assessoria de comunicação da Secretaria de Justiça informou que não poderia revelar o nome, as iniciais e nem a idade do homem. Em nota, a Ascom informa que o detento contaminado realizou dois exames para identificar a doença, o primeiro deu negativo e o segundo apresentou resultado positivo. Ainda de acordo com o informe, o preso ficou isolado dos demais e foi encaminhado ao antigo Hospital Penitenciário da Irmão Guido, situado no quilômetro 14 da BR-317, zona rural de Teresina.

NOTA

A Secretaria de Estado da Justiça informa que um dos presos na Operação Delivery,  executada pela Polícia Federal, no último dia 12, no município de União, e que foi encaminhado para o Sistema Penitenciário, testou positivo para Covid-19. Antes de entrar no sistema prisional, o detento realizou um teste rápido que deu resultado negativo. No entanto, outro exame foi feito e o resultado foi, desta feita, positivo para Covid-19.

Desde a sua entrada no sistema, o interno foi mantido em cela isolada dos demais, na Penitenciária Irmão Guido, a fim de evitar o contágio com o restante dos presos e servidores. O detento foi transferido para a Unidade de Apoio Prisional, antigo Hospital Penitenciário, e, lá, se mantém em isolamento e em observação.

Morre detento da Cadeia de Altos

Ainda na noite de ontem, o detento Francisco Wellington Moraes Santos morreu na Unidade de Terapia Respiratória Covid do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ele estava preso na Cadeia Pública de Altos (CPA), no Pavilhão B, Cela 8, mas deu entrada no HUT no último dia 7 de maio. O obituário divulgado pelo hospital apontou quadro de pneumonia, insuficiência renal e septciemia.

48 infectados na Cadeia Pública de Altos

Há oito dias, a Sejus informou que 48 detentos da Cadeia Pública de Altos apresentaram quadro de infecção. Passados oito dias, a pasta não divulgou novas informações sobre o quadro de saúde dos presos, se houve melhora ou não. Também não foi informado o que na Cadeia de Altos provocou a infecção em mais de 40 presos. Dos 48, sete foram internados em hospitais de Teresina, Francisco Wellington que veio a óbito era um deles.

Matérias relacionadas

Detento da Cadeia Pública de Altos morre no HUT com pneumonia e insuficência renal

Infecção atinge 48 detentos da Cadeia Pública de Altos e são testados para o coronavírus

Vídeos de presos denunciam torturas, agressões e maus tratos na Cadeia de Altos

Ex-detento está ameaçado de morte após denunciar torturas na Cadeia Pública de Altos

Próxima notícia

Dê sua opinião: