GESTÃO

SEFAZ-PI lança Código de Boa Conduta Ética e Profissional dos funcionários do órgão

moderno Código trata das relações profissionais, relacionando comportamentos e condutas dos funcionários que tenham qualquer tipo de vínculo com a SEFAZ-PI


Código

Código Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual de Fazenda (SEFAZ-PI), por meio da Corregedoria Fazendária, lançou o "Código de Boa Conduta Ética e Profissional dos Funcionários da Secretaria de Estado da Fazenda do Piauí".

O moderno Código trata das relações profissionais, relacionando comportamentos e condutas dos funcionários que tenham qualquer tipo de vínculo com a SEFAZ-PI, seja servidores do órgão, servidores cedidos, estagiários e empregados que prestam serviços terceirizados. Por isso é importante que todos conheçam e coloquem em prática essas regras estabelecidas no referido código sobre como devem agir no dia a dia das suas relações com autoridades, colegas, administrados e sociedade em geral.  

"Esse código pode ser considerado o mais moderno do País, produzido de forma a atender as características da atividade fazendária estadual", ressalta o Superintendente de Administração Financeira, Logística e Tecnologia (SUPAFT), Cristovam dos Santos Cruz.

Para o corregedor Fazendário, Saint-Clair de Holanda Cavalcante Neto, o modelo de código adotado pela SEFAZ-PI se afasta do equívoco em misturar questões disciplinares com incidentes éticos. "A ética é tratada na sua exata medida, com o propósito de afirmar a boa conduta nas posturas e nos relacionamentos, no serviço e na sociedade", explica. Saint-Clair.  

COE autoriza o retorno das aulas 100% presenciais no Piauí

Identificadas vítimas do acidente com ônibus na BR 135, no Sul do Piauí

Internet da Piauí Conectado revoluciona educação no Estado


Em resumo, o documento preconiza as orientações, a fim de que todos os funcionários da SEFAZ-PI tenham os mesmos indicativos de conduta, sinaliza a importância do padrão comportamental para preservar a imagem, a reputação, a boa convivência com os colegas, as autoridades, os colaboradores e a sociedade em geral, além de passar segurança aos contribuintes quanto ao padrão profissional na administração fazendária.

Com o lançamento do Código, Sefaz assume compromisso ético em relação aos servidores e colaboradores  

O Corregedor Fazendário acrescenta ainda que é importante destacar que o regramento estabelecido por esse código não recai apenas sobre os servidores ou terceirizados.  

"A própria Secretaria da Fazenda assume um compromisso ético em relação aos seus agentes e a tantos quantos atuem nas suas instalações. Isso se concretiza pela valorização das suas equipes, pelo estímulo à criatividade e pela atenção à saúde física e mental dos seus colaboradores. Com isso, o regime disciplinar fica reservado para infrações, que são ocorrências excepcionais, episódios que devem passar pelo juízo de admissibilidade antes de evoluir para uma sindicância e processo disciplinar", explica Saint-Clair de Holanda.

Ele acredita que a partir dessa moldura ética, haverá a prevenção de medidas de maior impacto e os incidentes poderão ser resolvidos de forma a melhorar as pessoas e o serviço, sem causar danos à honra e à carreira de profissionais idôneos.

Fonte: Ascom Sefaz

Próxima notícia

Dê sua opinião: