SERVIÇOS

Nova subestação em Teresina reforça a rede elétrica que atende o polo de saúde

A obra, que conta com um investimento de R$ 14,8 milhões, garantirá uma maior confiabilidade no sistema


Cidade

Cidade Foto: Divulgação

Atenta à crescente demanda da região do polo de saúde, centro de Teresina e clientes residenciais da região centro e sul, a Equatorial Piauí está investindo em novas estruturas para atender à necessidade dessa área. Estão em construção a subestação Centro e a linha de distribuição 69 kV Teresina I/Centro, que vão contribuir para o desenvolvimento da capital por meio da oferta de ainda mais energia com qualidade.

A obra, que conta com um investimento de R$ 14,8 milhões, garantirá uma maior confiabilidade no sistema, flexibilidade operacional para atendimento de cargas prioritárias (hospitais, clínicas e parte do centro comercial) e melhoria na energia fornecida aos bairros Centro, Vermelha, Macaúba, Nossa Senhora das Graças e parte dos bairros Cidade Nova, Monte Castelo, Piçarra, Redenção, Morada Nova, Três Andares, Beira Rio, Parque São João, Saci, Pio XII e Tabuleta, direta e indiretamente.

“A Equatorial segue investindo na rede elétrica do estado e na construção ou ampliação e modernização das nossas subestações, estruturas essenciais para o melhor fornecimento da energia elétrica. Entendemos que a área do polo de saúde e do centro comercial tem uma demanda crescente e, por isso, e para melhor distribuição do sistema elétrico estamos realizando essa obra, que vai beneficiar direta e indiretamente mais de 120 mil pessoas na capital”, afirmou Luiz Lima, líder de obras de alta tensão da Equatorial Piauí.

Expo Favela acontece dia 24 e 25 de junho no Piauí e dará protagonismo à mídia periférica

Constatado em Laudo técnico a segurança do Shopping Rio Poty

Equipamento queima e zona Leste de Teresina fica sem água

A nova subestação terá tecnologia de ponta em automação, possibilitando o controle de maneira remota diretamente do Centro de Operações Integradas - COI e realização de manobras para recompor o fornecimento de energia, cinco alimentadores de 13,8 kV, sistema de controle e proteção. Já a linha de distribuição terá a extensão de cinco quilômetros, interligando as subestações Teresina I e Centro.

A previsão é que as obras de reforço e melhoria no sistema estejam em funcionamento já no primeiro semestre de 2023. “A construção dessa subestação será muito importante para o Centro de Teresina. O objetivo é que este importante investimento, realizado pela Equatorial, venha para solucionar problemas como interrupções e oscilações no fornecimento comercial de energia elétrica na região. Parabenizamos a Equatorial por essa iniciativa e esperamos que ela seja concluída no menor espaço de tempo possível, para que logo esteja à disposição dos lojistas do Centro comercial, bem como para o Polo de Saúde que também será beneficiado”, Tertulino Passos, presidente do Sindilojas/PI.

Fonte: Ascom Equatorial

Próxima notícia

Dê sua opinião: