LUTO

Missa de 7º dia de Assis Carvalho terá transmissão no Face de WD e TV Assembleia

Ex-deputado federal faleceu na tarde do último domingo (05) em Oeiras, município no Sul do Estado


Convite para missa de 7º dia de Assis Carvalho (PT)

Convite para missa de 7º dia de Assis Carvalho (PT) Foto: Reprodução/Instagram

Uma celebração de esperança e fé. Neste sábado (11), a partir das 19h acontecerá a Missa de 7° dia do falecido deputado federal Assis Carvalho. "Mesmo distanciados pela pandemia, podemos estar juntos na mesma cerimônia, participando pelas redes sociais e pela TV desse momento sagrado", diz o aviso publicado nas redes sociais do petista.

Além dos canais do próprio Assis, a missa também poderá ser assistida através da página do governador Wellington Dias no Facebook e pela Tv Assembleia, Canal 16 no Piauí.

Assis Carvalho faleceu de parada cardíaca no último domingo (05) aos 59 anos em sua cidade natal, Oeiras, no Sul do Piauí. Seu velório ocorreu no dia seguinte no município sob forte comoção e com a presença do governador. 

Sua morte foi sentida no meio político local e nacional. O Governador Wellington Dias decretou três dias de luto. O ex-presidente do Brasil, Lula lamentou e disse que Assis era seu companheiro da vida toda. A Câmara Federal chegou a cancelar uma sessão essa semana em homenagem à memória do deputado federal.

Com o falecimento de Assis, o suplente Merlong Solano, também do PT, assumiu a vaga no Congresso se descompatibilizando da Secretária de Estado da Administração e Previdência. 

No Piauí, Assis foi o quinto deputado a morrer em pleno exercício do mandato público.

Notícias relacionadas

Deputado federal Assis Carvalho morre de infarto em Oeiras aos 59 anos

Wellington Dias e políticos do Piauí lamentam morte de Assis Carvalho

Lula lamenta morte de Assis Carvalho e destaca que ele foi "companheiro da vida toda"

Cinco deputados federais do Piauí morreram durante o mandato; veja quem são

PT veta Landim e Merlong assume vaga de Assis; Ariane Benígno assume a Administração

Próxima notícia

Dê sua opinião: