Consultor da ONU destaca pioneirismo de projetos de PPPs do Piauí

Ele citou os exemplos dos projetos de PPPs das Miniusinas de Energia Solar e da Nova Ceasa


Reunião do Conselho Gestor de PPPs

Reunião do Conselho Gestor de PPPs Foto: Jorge Bastos

Durante uma transmissão ao vivo por meio da rede social Instagram, o consultor da Organização das Nações Unidas (ONU), Pedro Neves, destacou o pioneirismo dos projetos de Parceria Público Privada (PPPs) implementados no Piauí pela Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc). A conversa tratava sobre a importância de se planejar PPPs inclusivas e que estivessem de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), elaborados pela ONU, a fim de promover igualdade sócio-econômica no mundo, especialmente nos países em desenvolvimento.

Pedro Neves é fundador e CEO da Global Solutions e atua na Unece, a Comissão Econômica da ONU, sendo responsável por projetar e implementar políticas de Desenvolvimento Sustentável e os respectivos planos de investimento e de gestão de infraestrutura. Ele participou nessa quarta-feira (5) de uma live e debateu com a superintendente Viviane Moura sobre como PPPs inclusivas e que se preocupam com pessoas podem ajudar os países a melhorarem os indicadores sociais e econômicos. No bate-papo, ele destacou PPPs piauienses como as Miniusinas de Energia Solar e a Nova Ceasa. Inclusive, pela segunda vez, o Banco de Alimentos da Nova Ceasa é objeto de estudo na ONU como um exemplo de projeto que prioriza o bem-estar da população.

“Estamos novamente revendo aquelas 120 iniciativas premiadas para escolher 30 e avaliá-las também de forma quantitativa, dando pontos a esses projetos. Ficamos muito satisfeitos porque dos 500 pontos, a Nova Ceasa, que é um dos desses 30 projetos escolhidos, já tem mais de 450 pontos. Nós gostamos muito do exemplo da Nova Ceasa porque é uma iniciativa onde os empresários locais decidiram tomar conta do negócio. E também nos deixa satisfeitos saber que é um projeto que está sempre a crescer, mesmo depois de ganhar aquele concurso de 2018”, afirmou Pedro Neves.

Entre outros aspectos, essa avaliação leva em conta o bem estar social, a efetividade econômica, a sustentabilidade ambiental presentes nas políticas de cada um desses projetos. A partir desse estudo, a ideia é criar um observatório e multiplicar esses exemplos em outros países, aumentando a quantidade de pessoas envolvidas e comprometidas com os ODS.

“Eu fico feliz em saber que a Nova Ceasa continua sendo referência, continua bem pontuada porque a gente conhece o trabalho do Banco de Alimentos e, de fato, ele é feito dentro do que foi projetado pelo governo. Ali, todos estão bem alinhados para que o mercado seja muito mais que um local de comercialização de produtos essenciais. A Nova Ceasa é hoje um local onde a gestão se preocupa em ser sustentável e também com bem estar das pessoas, não só as que compram ou trabalham lá, mas dos piauienses em geral” , pontuou a superintendente Viviane Moura.

A Suparc disponibilizou a live “Como projetar PPPS inclusivas, com base nos ODS/ONU, e capazes de servir como meio para enfrentar a crise” na página do Instagram @ppppiaui. Para assistir, clique aqui: https://www.instagram.com/tv/CDhZ5KfDl0k/?igshid=19ogam2ethknd

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: