ARBITRARIEDADE

Professor recebe voz de prisão ao estacionar carro com bandeira do PT em colégio militar

O professor afirma que foi vítima de perseguição política


Professor petista recebe voz de prisão ao estacionar em colégio militar

Professor petista recebe voz de prisão ao estacionar em colégio militar Foto: Reprodução

O professor Luiz Carlos Nascimento Aragão, do Colégio Militar Tenente Rêgo Barros, de Belém (PA), afirmou que recebeu voz de prisão, por um sargento, porque estacionou o carro com bandeira do PT em uma área externa da unidade de ensino. O professor disse ainda ter sofrido perseguição política, porque no local havia outros carros com enfeites de outros candidatos e partidos, mas só ele teria sido abordado pelos militares.

"Estou sendo preso pelo sargento por, segundo ele, estar desobedecendo [ordens], quando há um carro de propaganda [política] ali estacionado e outros já saíram aqui. Há um mês que estou estacionando aqui e nunca foi proibido, a escola me autorizou. Isso é uma arbitrariedade, é perseguição política porque estou com a bandeira do PT. Se eu não estivesse, não teria esse problema aqui", afirmou Aragão no vídeo em que faz a denúncia.

O professor retirou o carro do local e não foi preso. Ele pretende consultar advogados para saber se levará o caso à Justiça.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que Aragão recebeu voz de prisão por desacato após ele se recusar a tirar a bandeira do carro, já que no local, por ser área militar, não seria permitida propaganda político-partidária. Os militares não disseram por que somente o professor foi abordado.


Fonte: Com informações de Brasil 247

Próxima notícia

Dê sua opinião: