INVESTIGAÇÃO

Seis pessoas são indiciadas por morte de empresário em São Raimundo Nonato

O crime foi planejado por dois irmãos que queriam vingar a morte do pai


Assassino de João Rodrigues foi preso em São Raimundo Nonato

Assassino de João Rodrigues foi preso em São Raimundo Nonato Foto: Montagem/Piauí Hoje

Seis pessoas foram indiciadas pela morte do empresário João Rodrigues Dias Neto, marido da secretária de Assistência Social de São Raimundo Nonato. Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (28), o delegado de Polícia Civil Marcelo Barreto, que preside o inquérito, informou que os irmãos Paulo Ferreira e Patrícia Ferreira são os responsáveis pelo assassinato e a motivação é vingança.

Segundo o delegado, os foram indiciados por homicídio qualificado. O assassinato foi motivado por vingança após a morte do pai de Paulo e Patrícia. O pai dos mandantes do crime morreu em acidente de trânsito e o empresário  se envolveu. Foi feita a perícia e constatou que João Rodrigues não teve culpa no acidente, mas para os filhos da vítima ele era culpado. 

Os irmãos contrataram um executor que matou João Rodrigues no dia 13 de setembro na frente das filhas em São Raimundo Nonato. O executor é  Juniel Assis e já tinha passagem pela polícia. Juniel trabalhou na empresa dos irmãos, uma distribuidora de água, gás e bebidas. Os mandantes ofereceram a quantia de R$ 5 mil para ele cometer o crime.

Momento em que o empresário é abordado por Juniel

PRISÕES

Seis pessoas foram presas pela morte de João Rodrigues. Juniel foi o primeiro a ser preso, no dia 15 de setembro. Logo em seguida foi preso Juliermes, que escondeu a arma usada no crime. 

Já no dia 20 de setembro, foi preso o mandante do crime, Paulo Ferreira, que confessou. Posteriormente foi presa Patrícia, que teria ajudado a planejar o crime. Também foram presos Mauro de Almeida, esposo de Patrícia e sabia do plano para matar o empresário, além de Ronigleison, mototaxista que fazia trabalhos para Paulo e teria usado um carro para ajudar Juniel a fugir após o crime. 

Paulo Ferreira, um dos mandantes do crime

Com a conclusão do inquérito da Polícia Civil, o caso será encaminhado para o Ministério Público e os presos ficam à disposição da Justiça.

Polícia Civil identifica cinco pessoas envolvidas no assassinato de marido de secretária

Preso suspeito de ser mandante da morte do marido da secretária de São Raimundo Nonato

Pistoleiro recebeu R$ 1 mil para matar marido de secretária na frente das filhas

Preso suspeito de matar marido de secretária de São Raimundo Nonato

Marido de secretária é assassinado a tiros na frente das filhas no Sul do Piauí

Próxima notícia

Dê sua opinião: