HOMICÍDIO

Preso suspeito de ser mandante da morte do marido da secretária de São Raimundo Nonato

O preso é filho do idoso que morreu em acidente de trânsito. O homem acredita que João Rodrigues seja culpado pela morte do seu pai


Paulo Ferreira Pereira

Paulo Ferreira Pereira Foto: Divulgação

Foi preso nessa terça-feira (20), o homem suspeito de ser o mandante no assassinato de João Rodrigues Dias Neto, marido da secretária de Assistência Social do município de São Raimundo Nonato. Paulo Ferreira Pereira se entregou na Delegacia de Polícia Civil de São Raimundo Nonato, no Sul do Piauí. O crime ocorreu em 13 de setembro deste ano.

Paulo Ferreira Pereira é o filho mais novo do idoso identificado como Pedro, que morreu em acidente de trânsito em São Raimundo Nonato em junho deste ano. Paulo é suspeito de contratar pistoleiro no valor de R$ 5 mil para matar João Rodrigues Dias Neto na frente das filhas pequenas.

No acidente, Pedro conduzia uma motocicleta quando colidiu com um animal e caiu na pista. Logo atrás vinha João Rodrigues em um carro e acabou atropelando o idoso. A principal motivação do crime é vingança, já que a família de Pedro acredita que João Rodrigues seja culpado pelo acidente que tirou a vida do idoso. No entanto, a perícia realizada no local apontou que o marido da secretária não teve culpa no acidente. Os filhos de Pedro presenciaram a morte do pai.

João Rodrigues à esquerda e Juniel à direita

O pistoleiro de nome Juniel Assis Paes Landim foi preso na tarde de 15 de setembro. À Polícia ele confessou que foi contratado por R$ 5 mil para matar João Rodrigues e a ordem era matá-lo na frente das filhas. Outro homem identificado como Julierme Braga Paes Landim também foi preso por ter guardado a arma usada no crime. 

Os presos estão à disposição da Justiça e a polícia segue com as investigações. 

Marido de secretária é assassinado a tiros na frente das filhas no Sul do Piauí

Preso suspeito de matar marido de secretária de São Raimundo Nonato

Pistoleiro recebeu R$ 1 mil para matar marido de secretária na frente das filhas

Próxima notícia

Dê sua opinião: