LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS

Ex-presidente colombiano defende legalização das drogas para desmantelar narcotráfico

Juan Manuel Santos firmou acordos de paz com a guerrilha das Farc


Juan Manuel Santos

Juan Manuel Santos Foto: Jaime Saldarriaga/Reuters

247 - O ex-presidente da Colômbia Juan Manuel Santos, que firmou os acordos de paz com a guerrilha das Farc, afirma estar 100% com o presidente eleito, Gustavo Petro, no que se refere às suas abordagens sobre os temas da paz.

O ex-presidente é enfático ao defender que a chamada guerra às drogas só tende a fortalecer o narcotráfico. "A solução é a legalização das drogas", afirma, em entrevista à Folha de S.Paulo.

O ex-presidente se baseia na própria experiência. "Por muitos anos, fui ministro da Fazenda e da Defesa. Não tenho problemas em assumir que apliquei as receitas da guerra mundial contra as drogas. Trabalhei em destruir plantações de coca com químicos que são destrutivos para a natureza e para o homem, fiz apreensões de drogas, mandei extraditar mais de 1.400 narcotraficantes. E, mesmo assim, o negócio do narcotráfico continuou e continua, até maior que antes. O que isso me ensinou? Que essas soluções não debilitam as máfias. E que a solução é a legalização das drogas." 

Veja também:

Escândalos derrubam direitista Boris Johnson do cargo de primeiro ministro do Reino Unido

Fome atingiu 828 milhões de pessoas em 2021, mostra relatório da ONU

Brasileiros que lutavam como voluntários morrem durante conflito na Ucrânia

Próxima notícia

Dê sua opinião: