CASO IARLA

Ex-tentente do Exército que matou namorada será julgado hoje (24) em Teresina

Iarla Lima foi assassinada a tiros dentro de um carro na zona Leste de Teresina


Ex-tenente  do Exército José Ricardo da Silva Neto

Ex-tenente do Exército José Ricardo da Silva Neto Foto: Reprodução

O ex-tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, será julgado hoje (24) pelo assassinato da estudante Iarla Lima Barbosa, ocorrido em 2017, em Teresina. O Julgamento ocorre no no Fórum Criminal de Teresina. A sessão de julgamento será conduzida pelo juiz Antônio Noleto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri da comarca de Teresina. O réu participa da audiência por meio de videoconferência. 

O ex-tenente foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, feminicídio e duplo homicídio tentado qualificado. Se condenado, ele pode pegar uma pena de até 30 anos de prisão. 

Iarla Lima, morta pelo namorado

Relembre o caso

Na madrugada de 19 de junho de 2017, o casal deixou o bar Bendito Boteco, na avenida Nossa Senhora de Fátima, e em seguida o ex-tenente efetuou disparos de arma de fogo contra a namorada dentro do carro. Os dois teriam discutido dentro do veículo e IIarla Barbosa foi morta no banco da frente do carro.

A irmã dela e uma amiga também foram atingidas e sobreviveram ao conseguirem fugir do carro. Horas após o crime, a polícia prendeu o oficial temporário do 2º Batalhão de Engenharia e Construção (2º BEC). Ele estava no apartamento onde morava, no bairro Santa Isabel, zona Leste de Teresina, quando foi preso.

Próxima notícia

Dê sua opinião: