Olhe Direito!

Joel Ribeiro, o homem que desenhou o futuro


Ex-prefeito de Teresina, Joel Ribeiro

Ex-prefeito de Teresina, Joel Ribeiro Foto: Arquivo/PMT

Sou de uma geração que viu Teresina transformar-se de uma cidade muito acanhada em um centro urbano maior, com grandes avenidas, que a fizeram pulsar economicamente a partir dos anos 1970. Porém, tanto para mim como para milhares de pessoas, todo o traçado urbano da cidade se naturaliza como se fosse parte da paisagem, como se não houvesse por trás disso a mão humana, o trabalho de pessoas e, no caso que quero expor, de uma pessoa em particular, o ex-prefeito Joel da Silva Ribeiro.

Nascido quase 93 anos atrás em Guadalupe, no dia 1º de julho de 1928, formou-se na mais prestigiada escola militar do Brasil, a Academia Militar das Agulhas Negras, onde ingressou em 1949, formando-se em 1951. Saiu da Aman aspirante ao oficialato no Exército – onde chegou à patente de major. Até hoje, mesmo depois de ser prefeito de Teresina e deputado federal, sempre é chamado por sua última patente.

Joel Ribeiro foi prefeito de Teresina entre 1971 e 1975, sendo o responsável pela expansão viária da cidade, com a abertura ou pavimentação asfáltica de grandes avenidas como  a Miguel Rosa, Barão de Gurguéia, Maranhão, Barão de Castelo Branco, Nossa Senhora da Fátima, João XXIII, Kennedy, União, Duque de Caxias (só pavimentada depois), além de pavimentação de centenas de vias secundárias e terciárias. Sem essas obras, não teriam avançado outras intervenções urbanas ou se teriam condições de expansão da cidade para além da área central.

Compliance, novamente

O mais eficiente dos censores

Renato Bacellar, advogado e cavalheiro

O trabalho de desenhar a cidade através de grandes vias, que criou as condições para ocupação demográfica e econômica de vastas áreas antes inabitadas de Teresina, foram possíveis em boa parte pela experiência profissional de Joel Ribeiro.

Sua experiência como oficial do Exército e engenheiro militar e civil foi fundamental para que ele fosse o prefeito que, com grandes obras viárias, desenhou o futuro de Teresina – fazendo-a expandir-se para Sul, Norte e Leste.

Essa experiência ele adquiriu desde quando deixou a Academia Militar das Agulhas Negras em 1952, indo servir no Rio Grande do Sul, onde permaneceu seis anos. Depois disso, acumulou ainda mais preparo e experiência ao fazer-se engenheiro militar e civil, em 1962, pelo Instituto Militar de Engenharia em 1962, com pós-graduação em Engenharia Rodoviária pela Universidade Federal do Rio de Janeiro no ano seguinte.

Após deixar a prefeitura de Teresina, dirigiu por quatro anos a Companhia Energética do Piauí (Cepisa) durante o mandato do governador Dirceu Arcoverde (1975-1978), período em que se expandiu a eletrificação rural, graças à energia da hidrelétrica de Boa Esperança, inaugurada em 1970.

Eleito deputado federal em 1978, com 40.270 votos, concorreu novamente em 1982, mas ficou somente na terceira suplência. Assim, dedicou-se às atividades privadas, até que em 1996, dada sua respeitabilidade, foi nomeado pelo então governador Mão Santa (1994-2001) para ser interventor da cidade de Altos, em setembro de 1996, exercendo a função até a posse do prefeito eleito no mesmo ano.

Por seu trabalho como um construtor do futuro de Teresina e uma biografia que certamente orgulha sua descendência, há que se dizer que Joel Ribeiro sempre deverá ser lembrado como um grande piauiense.

Álvaro Mota

Álvaro Mota

Procurador do Estado e mestre em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Álvaro também é presidente do Instituto dos Advogados Piauienses.
Próxima notícia

Dê sua opinião: