VACINÔMETRO

Paulo Martins questiona o destino de 5.632 doses de vacinas enviadas a Campo Maior

A Prefeitura enviou informações a Coordenação Regional de Saúde informando que o sistema falta ser alimentado


Deputado estadual Paulo Martins

Deputado estadual Paulo Martins Foto: Divulgação

O deputado estadual Paulo Martins cobrou, durante sessão dessa terça-feira (22) da Assembleia Legislativa, informações da Secretaria de Saúde de Campo Maior sobre a destino de 5.632 doses de vacinas contra a Covid-19, que não constam no Sistema da Saúde Estadual, o chamado "Vacinômetro".

Paulo Martins recebeu da 5ª Coordenação Regional de Saúde, em Campo Maior, um relatório identificando que, após inspeção, o município já recebeu 24.684 doses de vacinas, sendo que a Secretaria de Saúde Municipal só registrou a aplicação de 19.052, ou seja, não consta a destinação de 5.632 imunizantes.

A inspeção da Sesapi foi provocada pela confusão causada no sábado passado, onde a SMS realizou a vacinação de uma faixa etária da população entre 40 e 55 anos, sem o total de doses para atender à demanda das 5 mil pessoas presentes, segundo estimativa.

“Estamos atentos à vacinação contra a COVID em Campo Maior. O Governo do Estado entregou 24 mil doses, a Prefeitura só aplicou 19 mil. Até o momento a Prefeitura Municipal não informou qual a destinação do restante dos imunizantes, ou seja, mais de 5 mil doses”, relata Paulo Martins.

A Prefeitura enviou informações a Coordenação Regional de Saúde informando que o sistema falta ser alimentado. Segundo eles informam, na SMS existe um estoque de quase 1 mil vacinas e que o restante foi destinado para os locais de aplicação de imunizantes.

Próxima notícia

Dê sua opinião: