ATRAVESSADORES

PF prende mais 5 pessoas por crime previdenciário em agência da Caixa em Teresina

Os presos fraudavam benefícios de aposentados. Eles seriam tinham um esquema para desvio de dinheiro das contas dos aposentados


Caixa Econômica Federal

Caixa Econômica Federal Foto:

A Polícia Federal do Piauí prendeu, nessa terça-feira, 9, quatro homens acusados de participarem do esquema de crime previdenciário no Piauí. A prisão aconteceu na agência da Caixa Econômica, localizada na praça Rio Branco, Centro de Teresina. A informação foi confirmada pela assessoria de Comunicação da Polícia Federal no Piauí.

Foram presos quatro acusados de praticarem fraudes em benefícios de aposentados. Eles apresentavam documentos falsos. A acusação é de que eles seriam os chamados atravessadores, ou seja, faziam esquemas para desvio de dinheiro das contas dos aposentados. Nesta quarta-feira, 10, foi realizada audiência de custódia e a decisão foi de que todos seriam permaneceriam presos e seriam enviados para a Cadeia Pública de Altos, região Norte do Piauí.  

Segundo a Polícia Federal, as prisões de hoje não estão relacionadas com a Operação Bússola, que aconteceu nessa terça-feira, 9, onde 39 pessoas foram presas e desarticulou uma organização criminosa que atuava na concessão fraudulenta de benefícios rurais opor idade.

Entre os presos na Operação Bússola estão advogados, servidores do INSS e intermediários. Os presos não tiveram os nomes divulgados. Entre os advogados alvos da investigação, 11 são do Piauí e seis do interior do Maranhão. Dois deles não foram localizados. No total, foram cumpridos 96 mandados judiciais, entre de prisões e de busca e apreensão no Piauí, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Sergipe, Paraíba e Tocantins.

Próxima notícia

Dê sua opinião: