TRAGÉDIA

Delegado dá detalhes da tragédia familiar que deixou dois mortos em Teresina

A babá Juliana Silva segue internada em estado grave no HUT


Juliana Silva, Daniel Flauberth e Felipe Holanda

Juliana Silva, Daniel Flauberth e Felipe Holanda Foto: Montagem/Piauí Hoje

O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o caso de uma briga familiar que resultou na morte de duas pessoas e uma gravemente ferida. A tragédia aconteceu no sábado (30) no bairro São Pedro, na zona Sul de Teresina. 

O coordenador do DHPP, delegado Francisco Costa, o ‘Baretta’, confirmou à imprensa que a discussão foi motivada pelo choro de uma criança autista, de 4 anos, que mora na casa. Segundo o delegado, os cunhados Daniel Flauberth e Felipe Holanda começaram a discutir ainda na noite de sexta-feira (29). 

Daniel era instrutor de tiros e ficou incomodado com o choro do filho de Felipe, que era servidor do Tribunal de Justiça. Segundo Barêtta, por volta das 8h de sábado, a espoa de Daniel abriu a porta e Felipe estava sentado na área comum em posse de uma faca e disse que estava aguardando Daniel. A esposa do instrutor de tiros pediu calma, mas Felipe estava bastante exaltado.

“Daniel estava saindo e a esposa dele fechou a porta e tentou colocar ele para dentro. Depois, Felipe continuou chutando a porta no sentido de arrombar para entrar. Nesse momento, Daniel pegou uma pistola 380 e efetuou um disparo de dentro para fora. Houve ainda luta corporal entre o Daniel e o Filipe", disse o delegado.

No primeiro disparo que Daniel efetuou, o projétil passou pela porta de dentro para fora e atingiu a cabeça da babá Juliana Silva, de 36 ano. Durante a luta corporal, Felipe foi baleado na virilha e Daniel na cabeça. Os três foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levados ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Felipe foi atingido nas veias e artérias e perdeu bastante sangue. Ele não resistiu e morreu ainda na noite de sábado no HUT. No dia seguinte, Daniel também faleceu no HUT. 

Babá segue em estado grave

A babá Juliana da Silva, de 36 anos segue internada em estado grave no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ela está em coma induzido e fazendo uso de medicações. 

Juliana é casa e tem duas filhas, sendo uma de 4 e outra de 11 anos. Ela trabalha há um ano na casa onde ocorreu a tragédia. Juliana cuida de uma criança e de uma pessoa idosa.

Briga em família termina em tiros e três pessoas feridas no bairro São Pedro

Morre servidor do TJ baleado durante briga familiar na zona Sul de Teresina

Morre no HUT segundo envolvido em briga familiar; 3ª vítima segue em estado grave

Próxima notícia

Dê sua opinião: