SERVIÇO

China pretende oferecer para o mercado um blockchain mais avançado até 2025

O objetivo por trás disso é promover a integração dessa nova tecnologia dentro da sociedade


Blockchain

Blockchain Foto: Divulgação

Em uma ação que vai contra a sua posição atual sobre criptomoedas, a China divulgou diversos guias para o desenvolvimento de um blockchain dentro do país que, pelo que tudo indica, vai ser uma das mais avançadas do mundo inteiro.

O então ministro de indústria e tecnologia da informação, juntamente com a secretária da comissão de assuntos de cyber espaço central da China, resolveram oferecer à população uma nova solução para o desenvolvimento de blockchain. O objetivo por trás disso é promover a integração dessa nova tecnologia dentro da sociedade, assim como da economia chinesa, e dessa forma, acelerar o processo de crescimento.

Para podermos contextualizar esses dias, é necessário que você entenda que os documentos listam diversos princípios, que podem levar a integração da tecnologia de cadeia de blocos na China. Eles querem fazer essa integração em alguns campos e indústrias importantes, por meio de aplicações e de ampla escala.

A partir desse começo, as indústrias então vão poder continuar a se desenvolver através dessa tecnologia, se tornando mais independentes enquanto promovem diversas pesquisas colaborativas, assim como a inovação de diversos aprimoramentos. Entretanto, por mais que tudo isso pareça ser muito positivo, a China tem uma abordagem um pouco mais holística na integração dessa tecnologia.

Como a China espera integrar o blockchain?

O governo chinês espera a integração da tecnologia não apenas em empresas, mas promover também a colaboração delas diretamente com o governo e universidades, assim como instituições de pesquisa. Um dos principais objetivos do governo chinês é fazer com que essas redes sejam extremamente seguras, e que as informações que estão contidas dentro dela não ‘’vazem’’ de forma alguma.

Segundo a lista de princípios que estão presentes nesses guias lançados, a China tem como objetivo, até 2025, fazer com que a indústria do setor de blockchain se torne uma das mais avançadas do mundo. Eles esperam integrar diversas áreas de sua economia e sociedade nesse setor. O setor das criptomoedas está em constante mudança. Para começar a negociar uma variedade de moedas criptográficas visite immediate-edge.io.

As cadeias de blocos vão estar integradas em setores como circulação de dados, rastreamento de produtos, e também gerenciamento de cadeia de suporte. Para alcançar seus objetivos, a China tem planos de cultivar pelo menos três empresas de nível internacional que sejam competitivas.

 

Será esse o começo do blockchain indo contra as criptomoedas?

Ao mesmo tempo que o governo chinês tem uma abordagem favorável a toda a tecnologia por trás do blockchain, recentemente, contrariando essa abordagem, se coloca contra as criptomoedas.

Embora a China esteja atualmente desenvolvendo sua própria moeda, recentemente o governo introduziu algumas medidas bem inflexíveis contra qualquer outro tipo de moeda digital.

No começo de 2021, o governo chinês proibiu bancos e outros tipos de canais de pagamento a oferecer para seus clientes qualquer tipo de serviço que envolva  criptomoedas. Isso acabou fazendo com que o preço volátil de moedas como o Bitcoin caísse bastante.

O governo chinês, inclusive, começou a investigar e punir operações de mineração para criptomoedas que acontecessem no país. O detalhe é que o governo chinês quer utilizar o potencial da blockchain apenas de forma interna no país, limitando qualquer tipo de aplicação que seja descentralizada, que é o principal objetivo dessa tecnologia.

Tudo isso pode ser assustador para o servidor de cripto, já que a tecnologia de blockchain permite diversos tipos de aplicações diferentes, inclusive no controle de informações e dados. Ainda é muito cedo para estipular qualquer coisa, mas podemos adiantar que a China tem vários planos para essa tecnologia, e muitos deles prometem melhorar bastante a vida do povo chinês como um todo.

Entretanto, tudo ainda é especulação, e vão levar diversos anos até que a China consiga integrar toda a sua sociedade dentro de uma cadeia de blocos, o que vai permitir ainda mais controle por parte do governo. Até lá, apenas temos que acompanhar a situação de perto, aproveitando as oportunidades que vão surgir, de acordo com o prosseguimento dos planos chineses governamentais.

A movimentação do governo chinês influencia diretamente no preço de diversas moedas virtuais, então talvez tudo isso seja uma boa chance para você lucrar com compras e vendas rápidas, e ativos digitais.

Próxima notícia

Dê sua opinião: