PANDEMIA

Taxa de transmissão do coronavírus é estável mesmo com reabertura do comércio

Piauí entra na terceira semana consecutiva de queda no número de óbitos por Covid-19


Teste para detectar infecção por coronavírus

Teste para detectar infecção por coronavírus Foto: Divulgação

Pesquisa sorológica encomendada pelo Governo do Estado e realizada entre os dias 4 e 8 de agosto mostra estabilidade quanto à taxa de transmissibilidade do novo coronavírus. Há três semanas o índice vem se mantendo em 0,74, segundo o Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem), mesmo com a retomada das atividades comerciais no Piauí, provando que o estado teve sucesso na reabertura.

Outro dado positivo trazido pela pesquisa é de que o Piauí entrou na terceira semana consecutiva de queda no número de óbitos por Covid-19. Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), na 32ª semana epidemiológica, foram registradas 111 vítimas fatais da doença, contra 126 da semana anterior e 32% menor do que na 29ª semana, quando começou a queda.

A redução de novos óbitos é um dos critérios que a Organização Mundial de Saúde (OMS) usa para indicar possível controle da pandemia. O índice de ocupação de leitos de UTI também segue caindo: ontem (10), 261 estavam ocupados, representando 57,3% dos 455 leitos existentes.

ESTABILIDADE

O relatório indica que cada 100 infectados repassava o vírus para outras 74 pessoas. O índice é o menor já registrado no Piauí.

No entanto, de acordo com a pesquisadora responsável pelo inquérito epidemiológico do Piauí, Ester Miranda, é preciso ter cautela. “Estamos em um ótimo caminho, mas ainda é necessário ter cautela, pois essa é uma taxa geral do estado, cada município tem uma situação diferente e alguns começaram a aumentar o índice de transmissibilidade”, explicou a doutora em Biotecnologia.

Os cinco municípios piauienses que registraram o maior índice de transmissibilidade (R0) foram Picos, com 1,25; Uruçuí, com 1,12; Oeiras, com 1,08; Floriano, com 1,02; e Parnaíba, com 0,85. “O momento é de atenção redobrada para o sul do estado, intensificando o Programa Busca Ativa para rastrear os infestantes e assim diminuir o R0, além de intensificar também a fiscalização da Vigilância Sanitária nas atividades que voltaram a funcionar”, ressaltou Ester.

REABERTURA

A retomada das atividades da economia tem sido feita de maneira organizada e controlada, seguindo o Pacto de Retomada Organizada das Atividades Econômicas – Pro Piauí, elaborado pelo Governo do Estado em parceria com outros poderes e a sociedade civil para garantir que a economia volte a girar sem que gere risco à população. Nessa segunda-feira (10), iniciou uma nova fase do Pro Piauí, com reabertura de alguns setores, como salões de beleza.

As outras medidas adotadas pelo Governo do Estado, desde o início da pandemia, foram a determinação do fechamento de várias atividades econômicas, campanhas educativas sobre os cuidados com higiene, uso de máscaras e distanciamento social, investimentos em novos leitos hospitalares, instalação de barreiras sanitárias nas divisas do Piauí com outros estados e a criação do programa Busca Ativa.

Fonte: Com informações da Ccom

Próxima notícia

Dê sua opinião: