CRESCIMENTO

Piauí registra crescimento de 73% na abertura de empresas de janeiro a abril de 2021

Em meio à segunda onda da pandemia da Covid-19, a Junta Comercial do Estado registrou a abertura de 2.624 empresas


Presidente da Jucepi, Alzenir Porto, comemora resultados positivos dos primeiros meses de 2021

Presidente da Jucepi, Alzenir Porto, comemora resultados positivos dos primeiros meses de 2021 Foto: Divulgação

De janeiro a abril de 2021, em meio à segunda onda da pandemia da Covid-19, o Piauí registrou a abertura de 2.624 empresas, isto é, crescimento de 73,66% em relação ao mesmo período de 2020, quando houve 1.511 registros. Segundo a Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi), o número de empresas criadas em 2020 teve uma queda de 23,10%, em relação ao mesmo período de 2019, quando houve 1.965 registros. Cabe ressaltar que os dados são de empresas registradas no portal Piauí Digital e não incluem o microempreendedor individual (MEI) do portal do Empreendedor.

Por setores, o comércio teve 1.197 formalizações; saúde humana e serviços sociais (230); atividades profissionais, científicas e técnicas (228); construção (179) e atividades administrativas e serviços complementares (143). No ranking por cidades, Teresina lidera com 1.072 empresas abertas, Picos (126), Parnaíba (118), Floriano (90) e São Raimundo Nonato (66).

Jucepi registra 2.624 empresas nos quatro primeiros meses de 2021.

Facilidade

A presidente da Jucepi, Alzenir Porto, atribui os números positivos à facilidade de abrir empresas, além das questões de necessidade e oportunidade que vieram com a pandemia.

“O empreendedorismo por necessidade sempre existiu no Brasil e a pandemia do coronavírus forçou mais gente a empreender, assim como também trouxe novas oportunidades e modelos de negócios baseados na economia digital. Hoje é muito fácil formalizar um negócio no estado. Para abrir uma empresa, basta o empreendedor acessar o site Piauí Digital (www.piauidigital.pi.gov.br) e solicitar do registro do CNPJ ao licenciamento da empresa, tudo online, de forma fácil e célere, 24h por dia, 7 dias por semana”, explica Alzenir Porto.

Perfil

Das 2.624 empresas formalizadas no quadrimestre, 2.135 são microempresas (81,36%), ou seja, faturam até R$360 mil por ano; 399 são empresas de pequeno porte (15,22%), que faturam até R$ 4,8 milhões, e 90 (3,42%) são empresas não enquadradas.

Com relação à natureza jurídica das empresas abertas, observa-se a preferência pelo empresário individual (1.118), seguida pela sociedade empresária limitada (1.083) e empresário individual de responsabilidade limitada (Eireli) (418). Também foram abertas cooperativas (02), consórcio de sociedades (01), sociedade anônima aberta (01) e sociedade empresária em nome coletivo (01).

Baixas

Entre janeiro e abril, a Jucepi também registrou o fechamento de 1.101 empresas. No entanto, o saldo entre o total de empresas abertas e empresas fechadas segue positivo acumulando 1.523 empreendimentos. Os setores que mais fecharam empresas foram comércio (654), indústrias de transformação (71), alojamento e alimentação (69), saúde humana e serviços sociais (46), e construção (45). Os municípios com as maiores baixas foram Teresina (486), Parnaíba (56), Floriano (47), Picos (43) e São Raimundo Nonato (22).

Entre janeiro e abril, a Jucepi também registrou o fechamento de 1.101 empresas.

Bruno Covas se licencia da prefeitura por 30 dias para tratar câncer

Prefeitura publica novo decreto autorizando bares e restaurantes abrirem no sábado

Governador Wellington Dias é um dos protagonistas no documentário 'A corrida das vacinas'

Fonte: Governo do Piauí

Próxima notícia

Dê sua opinião: