ENERGIA

Nordeste registra terceiro recorde de geração eólica média no mês de julho

Marca inédita seria suficiente para atender a 99,9% da demanda da região no dia


Energia Eólica

Energia Eólica Foto: Divulgação/Ari Versiani/PAC

A energia eólica segue com bom desempenho no Nordeste e registrou ontem, 21 de julho, o terceiro recorde de geração média do mês. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) identificou a marca inédita de 11.094MW médios, valor capaz de atender a 99,9% da demanda da região no dia.

O último recorde do tipo foi identificado em 12 de julho, quando a geração média foi de 10.873 MW médios. No começo do mês, dia 2, os ventos produziram 9.707 MW médios. De acordo com dados do ONS, a energia eólica hoje representa 10,7% da matriz elétrica brasileira e a expectativa é que chegue ao fim do ano atingindo 11,2%.

Sebrae oferece diagnóstico gratuito para ajudar as empresas no pós pandemia

Piauí tem o gás de cozinha mais caro no Nordeste; em Parnaíba o botijão custa R$ 105

BNB amplia limite de financiamento para agricultores familiares

Sobre o ONS:

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) e pelo planejamento da operação dos sistemas isolados do país, sob a fiscalização e regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com a certificação internacional da edição 2021 do Great Place to Work (GPTW), o órgão tem centros de monitoramento, com equipes atuando 24 horas durante todos os dias da semana, espalhados por quatro estados: Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Florianópolis. O ONS é composto por membros associados e membros participantes, que são as empresas de geração, transmissão, distribuição, consumidores livres, importadores e exportadores de energia. Também participam o Ministério de Minas e Energia (MME) e representantes dos Conselhos de Consumidores.

Fonte: Tatiana Oliveira de Abreu

Próxima notícia

Dê sua opinião: