INVESTIMENTO

4 dicas para começar a investir em criptomoedas

Mesmo que ainda seja um formato de recurso que precise amadurecer no mercado financeiro, o número de adeptos cresce; entenda


Moedas

Moedas Foto: Divulgação

As criptomoedas são ativos com enorme potencial e, mesmo que ainda seja um formato de recurso que precise amadurecer no mercado financeiro, o número de adeptos a este tipo de investimento está aumentando significativamente.

Somente no ano passado, o Bitcoin, que é o criptoativo mais popular do mercado, valorizou mais de 100% no primeiro trimestre de 2021. 

De acordo com estudo da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas(EESP/FGV), entre os anos de 2020 e 2021 dobrou o número de brasileiros com investimentos em criptomoedas.

A análise foi feita em parceria com a University Blockchain Research Initiative (UBRI) e a gestora Hashdex, considerando a opinião de 576 pessoas da base de clientes de escritórios de autônomos entre fevereiro e março deste ano.

Os resultados mostraram que 12% dos participantes iniciaram os aportes de 2016 para trás, enquanto que 38% conquistaram suas primeiras posições entre os anos de 2017 e 2019.

Mesmo em meio a pandemia, a performance da criptomoeda não parou de crescer, sendo possível acompanhar a cotação bitcoin real e todo seu potencial de crescimento. A afirmação se fundamenta através de dados que mostram que, em março de 2020, a moeda valia R$ 31,9 mil. Exatamente um ano depois, ela passou para R$ 321,7 mil, consolidando um aumento de 900%.  

O que são as criptomoedas?  

Estamos falando de uma forma descentralizada de dinheiro que não precisa de intermediários tradicionais, como um Banco Central. A própria rede de participantes viabiliza o seu funcionamento, com todas informações ficando armazenadas em um banco de dados do blockchain.

Entre as principais vantagens estão as taxas menores, liberdade de pagamento, segurança, privacidade, controle e transparência.   

Além disso, ele viabiliza também aquisições de bens importantes, como a compra de um carro ou a aquisição de um apartamento.  

Como investir em criptomoedas com segurança?   

Utilize uma carteira digital 

Possuir suas próprias chaves públicas e privadas para gerenciar suas moedas é um dos pontos de vantagem neste processo.

Dessa forma, é possível que você tenha autonomia para efetuar transações rápidas, seguras, sem intermediários e com menor custo.

Não invista além da sua capacidade

Fazer das criptomoedas mais uma opção dentro da sua carteira de investimentos. Entretanto, é importante saber que o mercado é muito volátil e que não há uma regulamentação clara que indique qual será seu futuro.

Neste contexto, sabendo que é possível oscilar entre lucros e prejuízos, a recomendação é investir com cautela, preservando parte dos recursos.

Avalie bem o cenário para investimento

Quando o assunto é criptomoeda, vale a máxima de que é melhor “comprar na baixa e vender na alta.” Entretanto, alguns investidores deixam para comprar ações em momentos em que elas estão em alta e acabam se frustrando com valores elevados.

Por isso, o investidor precisa ter uma estratégia bem definida, avaliando algumas variáveis como potencial de ganho a longo prazo e possíveis oscilações de mercado.  

bitcpo

Próxima notícia

Dê sua opinião: