Projeto de extensão estimula estudantes de escola pública a construir aeronaves não tripuladas

Os integrantes do projeto de extensão "Delta do Piauí Aerodesing" inspiram-se na cultura do "Aprender Por Meio de Projetos"


Projeto de extensão

Projeto de extensão Foto: Prexc/UFPI

Voar é um desejo que, certamente, já passou pela imaginação de toda criança e esse estímulo é fundamental para o desenvolvimento de todos durante a infância. No bairro Poty Velho, localizado na zona Norte de Teresina, alunos e professores do curso de Engenharia Mecânica da UFPI buscam concretizar esse sonho.

Os integrantes do projeto de extensão "Delta do Piauí Aerodesing" inspiram-se na cultura do "Aprender Por Meio de Projetos" para desenvolver na Unidade Escolar Firmina Sobreira um diálogo com crianças do 6º ano do ensino fundamental por meio da física, da matemática e da história da aviação e inspirá-los a entender esses conhecimentos na prática.

 "O estudante é conectado a todas as etapas de execução do projeto, aprendendo conteúdos que geralmente não são ensinados em sala de aula. Além disso, favorece ensino às crianças de maneira lúdica e extremamente motivadora", explica um dos coordenadores do projeto, o Prof. Dr. Antônio Sales.

As atividades promovem mudanças relevantes e já percebidas pelos universitários. "A curiosidade para entender como um planador funciona, o raciocínio mais rápido. Alguns deixaram de lado o silêncio ou timidez para interagir em grupo", conta a participante do projeto, a estudante de Engenharia Mecânica, Karen Piauilino.

Além da ação educativa, o projeto também realiza construções de modelos de aviões não tripulados com o objetivo de participar da Competição Nacional de Aerodesign, organizada pela SAE Brasil, na qual a meta é realizar um voo com ênfase na eficiência.

O projeto é cadastrado na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PREXC), da Universidade Federal do Piauí, responsável por ampliar e estreitar laços entre a comunidade acadêmica e a sociedade piauiense.  

Fonte: Mobiliza Prexc/UFPI

Próxima notícia

Dê sua opinião: