LUTO

Assassino de Daniela Perez, Guilherme de Pádua, morre de parada cardíaca

O ex-ator e pastor que matou Daniella Perez em 1992, morreu na noite deste domingo (6), aos 53 anos


Guilherme de Pádua

Guilherme de Pádua Foto: Extra

Morreu ontem(06), o assassino de Daniela Perez de parada cardíaca, o ex- ator  Guilherme de Pádua, aos 53 anos. A noticia foi divulgada pelo pastor Márcio Valadão da Igreja Batista da Lagoinha.  Guilherme estava dentro de casa, caiu e morreu, supostamente num infarto. Nos últimos anos, ele havia se tornado pastor da denominação evangélica, em Belo Horizonte.

Pádua ganhou projeção nacional na novela "De Corpo e Alma", exibida pela Globo na década de 1990. Nela, fazia par romântico com Daniella, filha da autora, Gloria Perez. Em 28 de dezembro de 1992, no entanto, o corpo da mocinha do folhetim foi encontrado num matagal na Barra da Tijuca, com 18 perfurações, a maioria concentradas na região do coração. Pádua, que contracenava com ela na novela De corpo e alma, confessou o crime e foi condenado a 19 anos de prisão por assassinato junto com sua então mulher, Paula Tomaz. Mas, sete anos depois, em 1999, deixou o presídio, na época em condicional. 

O ex-ator teria se convertido em cristão ainda na cadeia e foi solto em 1999. Em liberdade, tornou-se pastor e atuante nas redes sociais.

Segundo a Igreja, ele atuava dentro e fora de presídios na capital mineira. Guilherme de Pádua era pastor batista em Belo Horizonte e havia se casado com a maquiadora Juliana Lacerda em 2017.

Este ano, o crime pelo qual ele foi condenado foi transformado na série “Pacto Brutal: O assassinato de Daniella Perez”, da HBOMax. Dias após a estreia, em 2 de agosto deste ano o ex-ator gravou um vídeo pedindo perdão, pela primeira vez, a Gloria Perez e ao viúvo Raul Gazolla.

Veja também:

Bolsonarista comemora tentativa de enforcamento de criança que disse "Lula lá"

Bolsonaro cogita sair do país para não passar faixa para Lula

Reunião entre Wellington Dias, Marcelo Castro e Alckmin busca manter auxílio em R$ 600

Fonte: Globo

Próxima notícia

Dê sua opinião: