REVOLTADO

Bolsonaro cogita sair do país para não passar faixa para Lula

Aliados de Bolsonaro falaram que ele pretende viajar para fora


Jair Bolsonaro com a faixa presidencial

Jair Bolsonaro com a faixa presidencial Foto: © REUTERS/Sergio Moraes

O presidente Jair Bolsonaro (PL) poderá sair do Brasil para não passar a faixa presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na cerimônia de posse que ocorrerá em 1º de janeiro de 2023. Bolsonaro teria dito aos seus aliados que irá viajar para fora do país.

Segundo o jornal Folhapress, Bolsonaro vê na saída do território a solução para deixar para seu vice, Hamilton Mourão, a tarefa de participar da solenidade, como presidente interino. Mourão foi eleito para o Senado pelo Rio Grande do Sul, vaga que assume em fevereiro.

O motivo para a atitude de Bolsonaro é a revolta com o que encara como desigualdade de condições de disputa entre ele e Lula, especialmente devido a decisões da Justiça eleitoral. Mourão disse a jornalistas na terça-feira (1º) que tem “quase certeza de que o presidente vai” passar a faixa para o petista.

Durante a campanha, Lula disse que Bolsonaro entregaria a faixa para ele. 

“Ele pode gastar o que ele quiser, está dado. O destino do Bolsonaro está traçado: ele vai ter que ter humildade e, no dia primeiro de janeiro, entregar a faixa”, afirmou Lula, em entrevista antes de ato de campanha no Recife.

O único exemplo recente de presidente que não passou a faixa para o sucessor foi o de João Figueiredo, que foi substituído na Presidência por José Sarney.

Bolsonaro faz breve discurso, não reconhece derrota e defende protestos

Wellington Dias diz que PEC não é cheque em branco porque terá valores na LOA

Alckmin é nomeado para 'Cargo Especial de Transição' e novo governo é oficializado

Fonte: Com informações de FOLHAPRESS

Próxima notícia

Dê sua opinião: