ORÇAMENTO 2023

Reunião entre Wellington Dias, Marcelo Castro e Alckmin busca manter auxílio em R$ 600

Um dos principais compromissos de Lula durante a campanha é manter o benefício em R$ 600


Lula e Wellington Dias

Lula e Wellington Dias Foto: Partido dos Trabalhadores

Está prevista para acontecer nesta quinta-feira (03), a primeira reunião o senador Marcelo Castro (PMDB-PI), relator do Orçamento de 2023, senador eleito Wellington Dias, coordenador de Orçamento da campanha e Geraldo Alckmin, vice-presidente eleito e coordenador da equipe de transição. Eles devem discutir sobre o auxílio para a população carente e outros temas.

Um dos principais compromissos de Lula durante a campanha é manter o Auxílio Brasil em R$ 600, que deverá voltar a se chamar Bolsa Família. O valor original do programa é de R$ 400, mas o governo Bolsonaro autorizou o adicional de R$ 200 até dezembro deste ano. Portanto, o Auxílio Brasil só ficará neste valor até dezembro e precisa ser negociado antes mesmo de Lula tomar posse como presidente. 

Algumas regras atuais podem mudar. Assim como o antigo Bolsa Família, o benefício deve voltar a ser concedido mediante acompanhamento familiar, que incluirá a checagem das carteiras de vacinação e de matrículas escolares no caso de crianças. Também deve ser adicionado R$ 150 para cada criança da família que possui até 6 anos.




Próxima notícia

Dê sua opinião: