Car Mais
CAR MAIS

Teoria da evolução

Confira o que acontece!


linha de montagem do Arrizo 6 na fábrica da Caoa Chery em Jacareí/SP

linha de montagem do Arrizo 6 na fábrica da Caoa Chery em Jacareí/SP Foto: Divulgação

A Caoa Chery nasceu em novembro de 2017 como fruto de uma parceria entre o grupo empresarial brasileiro Caoa e a fabricante chinesa Chery. Em três anos de existência, a marca atingiu mais de 45 mil veículos vendidos, ocupando a décima primeira posição no ranking das montadoras, com 1,05% de participação no mercado automotivo nacional. 

A Rede de Concessionárias atual conta com cento e quinze lojas em todo o país e a expectativa é chegar a cento e cinquenta até o final de 2021. Ao todo, foram sete veículos lançados em menos de três anos. Atualmente, a Caoa Chery produz nacionalmente os sedãs Arrizo 5 e Arrizo 6 e os utilitários esportivos Tiggo 2, Tiggo 5X, Tiggo 7 e Tiggo 8 e importa da China o elétrico Arrizo 5e. 

Os modelos nacionais são fabricados nas unidades de Jacareí (SP) e Anápolis (GO), que têm, juntas, capacidade produtiva superior a 130 mil carros por ano. Em 2020, a marca iniciou a exportação do Tiggo 2 para o Paraguai, mas deve atingir novos mercados em breve. 

Outro projeto importante formalizado neste ano diz respeito à criação do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDT) Automotivo de Jacareí. “A Caoa Chery chegou com a promessa de ser um gigante brasileiro e realmente está sendo. 

Estamos construindo uma marca sólida, com qualidade e valor que vem, ano a ano, conquistando a confiança do consumidor. Todo esse sucesso nos dá ainda mais combustível para seguirmos fazendo a diferença na indústria automotiva brasileira”, comemora Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery.

linha de produção de carrosPara colocar o nariz de fora
Conforme o relatório da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), novembro manteve a tendência de alta iniciada no segundo semestre, apresentando os melhores números da indústria automotiva de 2020. 

Exportações e produção chegaram a superar os patamares de novembro do ano passado, mas o mercado interno ainda gira 7,1% abaixo do verificado em 2019. A produção segue impactada pelos protocolos sanitários nas fábricas e pela falta de componentes e insumos. 

No penúltimo mês do ano, foram produzidos 238.200 autoveículos, como define a entidade representante das montadoras, representando crescimento de 0,7% sobre outubro, ainda incapaz de acompanhar o aumento da demanda. 

Esse número é 4,7% superior ao de novembro de 2019, porém, naquela época, havia estoque de 330 mil veículos. Atualmente, há menos de 120 mil veículos estocados nas fábricas e na rede de concessionárias, volume suficiente para sustentar dezesseis dias de vendas. “Os bons números de novembro dão alguma esperança para um 2021 melhor, se a pandemia for controlada por vacinas e o ambiente de negócios no país for estimulado por medidas de controle da dívida”, afirmou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.

Volkswagen T-CrossTempo de compartilhar
O VW Sign&Drive - serviço de assinatura com contratação online criado para dar uma opção à maneira atual de se consumir carros - já pode ser considerado como um sucesso. As primeiras unidades do TCross 200 TSI se esgotaram nos dias seguintes ao lançamento do programa. 

Agora, a Volkswagen do Brasil, em parceria com a Volkswagen Financial Services e a Assobrav, expande a oferta para as versões Comfortline e Highline do SUV, mantendo o Virtus Highline e o Tiguan Comfortline. Por enquanto, o VW Sign&Drive está limitado ao Estado de São Paulo. 

O serviço permite que o cliente assine de forma digital, no website da fabricante alemã, o programa por um período de um ou dois anos (a depender do modelo escolhido). Estão inclusos na assinatura a documentação (IPVA, licenciamento e emplacamento), o seguro, a manutenção preventiva e uma franquia de 1,80 mil quilômetros para rodar por mês. Essa fase-piloto do programa tem duração até o fim dos estoques.

 Jeep Wrangler/LegoBrincadeira em família
A Jeep e o Grupo Lego acabam de apresentar o Wrangler Rubicon em peças de montar, uma brincadeira de criança mas que qualquer “barbado” adorará. Projetado para simular a aparência icônica, o design e as lendárias capacidades off-road do veículo real, o primeiro Lego de um Jeep vem para enfrentar qualquer aventura. 

Pelo menos, essa é a promessa de seus idealizadores. O brinquedo proporciona uma experiência de construção para os fãs de Lego, enquanto recriam os sistemas 4x4, os pneus robustos, os bancos traseiros dobráveis e a clássica grade de sete “slots”. 

O Lego Technic Jeep Wrangler foi projetado para crianças com nove ou mais anos de idade. Ele estará disponível a partir de 1º de janeiro de 2021, com preço de R$ 499.
perfil no futuro SUV da ToyotaElétrico a caminho

A Toyota promete revelar nos próximos meses um novo SUV de propulsão exclusivamente elétrica. O modelo, cujo nome ainda não foi divulgado, foi mostrado pela fabricante oriental apenas em sua silhueta. 

Mas a montadora adianta que ele terá dimensões semelhantes às do RAV4 e estreará a plataforma modular e-TNGA, versão eletrificada para seus modelos globais de médio porte. Embora tenha sido pensado, fundamentalmente, para o mercado europeu, o novo SUV elétrico da maior fabricante mundial será um modelo global construído no Japão. 

Ao mesmo tempo, a Toyota assegura que continuará a apostar tanto nas motorizações híbridas e híbridas plug-in quanto nas células de combustível.
aplicativo Mini Connected AppMaxi conexão
Por meio de um cartão 4G-SIM integrado e do Mini Connected App, a Mini oferece aos seus clientes uma conexão entre smartphone e veículo desde 2018. A partir agora, uma nova geração de aplicativos está disponível para seus clientes, inicialmente, da Europa e da Coreia do Sul. 

O Mini App vem com novo design, com experiência do usuário intuitiva e simplificada e novos serviços para suportar a chamada eletromobilidade individual. 

Os principais recursos do novo aplicativo são o acesso imediato às funções do veículo, os destinos de navegação, os serviços oferecidos pela marca inglesa e o caminho mais curto para atendimento em uma concessionária da Mini.

 A nova geração de aplicativos pode ser baixada gratuitamente na Google e na Apple App Store. Em meados do próximo ano, o dispositivo estará disponível em mais de quarenta países e em vinte e três idiomas.

transporte de pets no automóvelEstimados passageiros
Ao longo deste ano, uma das mudanças no comportamento das pessoas está relacionada tanto com a frequência quanto a maneira que escolhem para se locomover. Certamente, em meio aos riscos decorrentes da pandemia do novo coronavírus, muitas viagens passaram a ser feitas de carro. 

Diante desse cenário, é comum que os donos de animais de estimação optem por levá-los em viagens e passeios no veículo da família. A veterinária Thaís Matos, que atua na área de confiança e segurança da DogHero, empresa de serviços para animais, dá algumas sobre o assunto:
- Use o cinto de segurança - essa regra também se aplica aos pets. Use, portanto, o cinto de segurança para cães, desenvolvido especialmente para isso. O equipamento funciona como um extensor, pois é fixado no fecho do cinto do carro e ao peitoral do animal de estimação.
- Sempre no banco de trás.
- Temperatura nem quente nem fria.
- Manter a janela do carro sempre fechada.
- Capas protetoras pet para carro - são feitas em tecido, para deixar o animal bem confortável.
- Consulta ao veterinário - para garantir ainda mais segurança do pet na viagem de carro, é fundamental se fazer uma visita ao veterinário antes do passeio.

Fonte: Automotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião: