Car Mais
CAR MAIS

Poucos e raros

A Mini traz quinze unidades da edição especial John Cooper Works Paddy Hopkirk para o Brasil


Mini John Cooper Works Paddy Hopkirk

Mini John Cooper Works Paddy Hopkirk Foto: Divulgação

A Mini anuncia a chegada ao Brasil da edição especial limitada do John Cooper Works Paddy Hopkirk, inspirado no modelo vencedor do lendário Rali de Monte Carlo, em 1964. São apenas quinze unidades trazidas ao país ao preço de R$ 249.990, e os clientes interessados devem procurar a rede autorizada para fazer a reserva. Produzida em Oxford, na Inglaterra, a versão comemorativa tem motor 2.0 TwinPower Turbo de quatro cilindros com 231 cavalos de potência e 33 kgfm de torque de 1.450 a 4.800 rotações por minuto. 

Segundo a marca inglesa, o carro atinge a velocidade máxima de 246 km/h. “A Mini oferece uma singular capacidade de personificação de seus modelos. Poder trazer ao Brasil mais uma versão especial caminha nessa direção, de oferecer um produto único, mas que também conta com toda a tecnologia, o design e a esportividade dos veículos da marca”, garante Rodrigo Novello, diretor de Vendas e Marketing da Mini Brasil.

Mini John Cooper Works Paddy HopkirkEm 1964, o Cooper S com o número 37 conquistou a primeira de três vitórias no Rali de Monte Carlo, em Mônaco. Ao volante estava o piloto irlandês Patrick “Paddy” Hopkirk, atualmente com oitenta e sete anos de idade.

 Em sua homenagem, o Mini de agora é um hatch de duas portas com layout exclusivo, com pintura externa Vermelho Chili em contraste ao teto branco e uma série de detalhes em preto brilhante: estrutura e suporte horizontal da grade do radiador, inserções para as entradas de ar inferiores, abertura no capô, maçanetas, aba do tanque de combustível, logotipos “Mini” na frente e atrás e nos contornos dos faróis e das lanternas.

 O número 37 aparece nos elementos indicadores laterais conhecidos como escotilhas. Outras características são os faróis de leds adaptativos, as luzes traseiras em design Union Jack, adesivos com a inscrição “Paddy Hopkirk Monte Carlo” e uma única faixa branca no capô do lado do motorista. A série tem rodas de 17 polegadas John Cooper Works Track Spoke pretas, envoltas por pneus com tecnologia “run flat”, que podem continuar rodando mesmo furados.

Mini John Cooper Works Paddy Hopkirk

O Mini John Cooper Works Paddy Hopkirk traz uma nova central multimídia com tela de 8,8 polegadas com botões “touschscreens” em “black piano” de alto brilho e novo painel de instrumentos digital de 5 polegadas. Com alguns toques na tela, é possível acessar de forma interativa e intuitiva todas as funções do Mini Connected e do sistema de Navegação Inteligente. E navegação tem tudo a ver com rali. 

A versão tem ainda sistema de Concierge - assistente pessoal que auxilia o motorista no planejamento da agenda, fazendo reservas em restaurantes e hotéis até encontrando pontos de interesse, por exemplo. O dispositivo oferece serviços remotos como abertura e fechamento das portas, status e posição do veículo e acionamento de faróis e alarme para auxiliar na localização. Outro recurso é o espelhamento de smartphone pelo Apple CarPlay.

Mini John Cooper Works Paddy HopkirkConforme a fabricante inglesa, apesar de esportivo, o John Cooper Works Paddy Hopkirk não renuncia ao conforto. Quando o Comfort Access abre a porta do motorista, projeta o logotipo “Mini” no chão – com o nome “Paddy Hopkirk” assinado em leds.

 Revestidos em couro Alcântara na cor Dinâmica Preto Carbono, os bancos com ajuste de altura nos assentos dianteiros são do tipo concha, de competição, sem abrir mão da maciez, sustenta a marca inglesa. O volante John Cooper Works em couro com botões multifuncionais tem “paddles shifts” para trocas sequenciais do câmbio automático de 8 marchas. Outros “luxos” da versão são o Mini Excitement Package com iluminação nas maçanetas, luzes de ambiente e projeção, sistema de alto-falantes Hi-Fi da Harman Kardon, sensor de estacionamento traseiro e câmera de ré.

 A corrida vitoriosa de Hopkirk foi muito comemorada pelos espectadores e pelos fãs do Reino Unido. Pilotando com o navegador inglês Henry Liddon, Hopkirk superou as adversidades contra concorrentes com maior potência de motor. Noticiários da época registram que as diferenças de equipamento foram compensadas pela agilidade e a confiabilidade do Mini Cooper S (do modelo original do carro) e as habilidades do irlandês ao volante. 

A conquista fez de “Paddy” Hopkirk o piloto de rali mais famoso do Reino Unido. Ao mesmo tempo, ainda de acordo com a imprensa em 1964, o Mini clássico passou de um “estranho no ninho” para se tornar um dos favoritos do público do automobilismo.

Fonte: Automotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião: