Blog do Fábio
Eleições 2020

Safira Bengell: "eleitor irá escolher novos rostos"

"Uma pessoa que sofre preconceito, sente na pele a necessidade de fazer política social"


Safira Bengell na campanha para vereadora

Safira Bengell na campanha para vereadora Foto: Divulgação

ENTREVISTA PARA BLOG DO FÁBIO

Como candidata, como você se define para o público eleitor?

Uma pessoa capaz de fazer  Política, não ser um Político e sim um Parlamentar.

Vamos falar um pouco do seu perfil pessoal?  Para que as pessoas compreendam a sua trajetória, para adentrar nessa corrida eleitoral.

43 anos de ativismo cultural, ações humanitárias, gestora municipal e estadual, a primeira em tais funções no Brasil, e sou uma das lideranças da região norte com trabalhos prestados a nossa comunidade a Vila Operária.

Como você tem analisado esse momento de pré-campanha em meio a uma pandemia que vivemos?

Vejo pelo lado  bom:  a internet é uma ferramenta sensacional e abrange milhares de pessoas em questão de segundos.

Acredito que o eleitor irá iniciar a escolher novos rostos para lhes representar.

Quais os seus interesses para uma virada de jogo na Câmara Municipal de Teresina?

Trabalhar pela  educação, a arte, cultura, cidadania,  tornar os atendimentos na saúde mais eficazes, vendo de perto como ele funcione no seu dia a dia. Serei uma espécie de parlamentar a moda Europeia , já que convivi com eles por 19 anos e aprendo como se faz políticas afirmativas.

Como integrante da Câmara Municipal de Teresina como você deseja atuar? Levantando quais bandeiras junto às comunidades?

A bandeira do bem estar social para todos, sem divisão e nem discriminação, mostrar à sociedade que uma pessoa que sofre preconceito sente na pele  a necessidade de fazer política social.

Você julga preconceito de diversidade ou de estilo de vida de um cidadão ou cidadã que entra com uma história de vida diferente do “tradicional” político (a)?

Não julgo, acho que seria um fenômeno nacional assim como é Katia Tapety em Colonia do Piaui. Exemplo de uma parlamentar digna e que trabalha e o que ganha , uma parte gasta com as pessoas carentes. Como hoje fiz dividi meu almoço com uma pessoa que bateu na minha residência pedindo comida.

Qual a sua história de vida com Teresina?

Iniciei como, colunista, depois enveredei na arte, expulsa do Theatro 4 de Setembro, dei a  volta  por cima , para cuidar da minha mãe adotiva, e decidi trabalhar pela minha cidade, inclusive uma de nossas propostas e tornar o centro histórico habitável, para que  sejamos uma verdadeira capital .

Que propostas como pré-candidata já estão na sua agenda para apresentar futuramente em campanha? 

Estamos cheios de propostas barradas. A minha é saber o que os moradores precisam de imediato,  fácil e atender suas necessidades. Uma parte de meu salário para causas humanitárias e continuar vivendo da mesma forma que vivo, pois adoro a simplicidade. Ser chique é ser simples e  humilde.

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Fábio Teles

Fábio Teles

Fábio Teles é jornalista. Escreveu nos jornais A Folha do Litoral, Correio do Piauí, Diário do Povo, O Dia e Meio Norte. Trabalhou também na TV Timon, TV MN, Rádios Igaraçu de Parnaíba e Jockey FM. Foi responsável por blogs em vários portais. Retrata a sociedade em sua forma multimídia. FACEBOOK fabiotelesjornalista TWITTER @fabioteles_ INSTAGRAM @pluralagenciadecomunicacao WHATSAPP 86 99903.5941 EMAIL fabioteles@yahoo.com.br

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete