Blog do Brandão

Gasolina no Piauí continua uma das mais caras do Brasil mesmo com a redução do ICMS


Os postos mantém praticamente os mesmos em todo o estado

Os postos mantém praticamente os mesmos em todo o estado Foto: Arquivo do Piauí Hoje

No Piauí, mesmo com valor do ICMS caindo de 31% para 18%, o preço médio do litro de gasolina se mantém um dos mais altos do Brasil. O estado só perde para o Maranhão, Roraima e Rio Grande do Norte.

Segundo levantamento da ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, no Piauí, o litro de gasolina está custando R$ 6,21, em média. No Maranhão custa R$ 6,24, em Roraima R$ 6,25 e no Rio Grande do Norte R$ 6,35.

A ANP garante que o preço da gasolina voltou a cair nos postos pelo Brasil na última semana. Mas no Piauí a queda de preços não tem seguido o que vem ocorrendo no resto do país.

Para um especialista ouvido pelo repórter, essa é uma demonstração clara de que os revendedores não estão fazendo a parte deles na luta dos brasileiros pela redução do preço dos combustíveis.

Segundo dados da ANP, entre os dias 17 e 23 de julho, por exemplo, o valor cobrado pelo derivado do petróleo teve queda de 2,9%, puxada pelo corte do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

No acumulado do último mês, o preço do combustível ficou 17,4% mais barato, segundo pesquisa da ANP. O preço médio da gasolina encontrado dos postos chegou a um valor não visto durante muito tempo: de R$ 5,89 por litro. Há cerca de um mês esse valor era de R$ 7,13.

Preço pelos estados

Na comparação com a semana dos dias 10 a 16 de julho, a queda no preço da gasolina foi de 3%. Dentre os estados do país, o Amapá foi o lugar que apresentou o menor preço médio da gasolina, que chegou a ser vendida na faixa dos R$ 5,27. Já o preço mínimo registrado por lá foi de R$ 5,12.

Do lado oposto, o estado do Rio Grande do Norte foi o lugar onde o preço médio da gasolina chegou a patamares mais elevados, na média de R$ 6,59. 

Confira a seguir o preço médio da gasolina em cada unidade federativa do país.

Amapá: R$ 5,27
Mato Grosso do Sul: R$ 5,54
Distrito Federal: R$ 5,62
Goiás: R$ 5,66
Sergipe: R$ 5,76
Minas Gerais: R$ 5,76
São Paulo: R$ 5,78
Paraná: R$ 5,78
Paraíba: R$ 5,80
Rio Grande do Sul: R$ 5,80
Santa Catarina: R$ 5,82
Rondônia: R$ 5,89
Mato Grosso: 5,90
Alagoas: R$ 5,92
Pará: R$ 5,96
Espírito Santo: R$ 5,97
Rio de Janeiro: R$ 5,98
Amazonas: R$ 6,06
Ceará: R$ 6,13
Acre: R$ 6,14
Tocantins: R$ 6,17
Pernambuco: R$ 6,20
Bahia: R$ 6,21
Piauí: R$ 6,21
Maranhão: R$ 6,24
Roraima: R$ 6,25
Rio Grande do Norte: R$ 6,35

Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há 40 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Também foi colunista do Jornal Meio Norte. Atualmente é diretor de jornalismo e colunista do portal www.piauihoje.com.
Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há 40 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Também foi colunista do Jornal Meio Norte. Atualmente é diretor de jornalismo e colunista do portal www.piauihoje.com.

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete