Revestimento 3D: Entenda de vez essa tendência!


Revestimentos 3D: tendência de mercado

Revestimentos 3D: tendência de mercado Foto: Reprodução

Os revestimentos 3D chegaram no mercado para ficar. Há algum tempo eles estão presentes nas maiores mostras de arquitetura e design, e não perdem sua força. A cada dia as empresas de revestimento lançam novidades sobre o assunto, novas geometrias, novas volumetrias e novos materiais, como: PVC, gesso, azulejos, porcelanatos, etc. Se você não quer ficar perdido, em meio a tantas opções, leia nossas dicas que vão descomplicar de vez esse assunto.

Revestimentos 3D: tendência de mercado

Os revestimentos 3D não tem restrição de uso, ou seja, todos os ambientes podem recebê-los, é necessário apenas ficar atento a certos detalhes como o tamanho do cômodo, o nível de umidade presente nele, e qual a sensação que você quer passar para os usuários.

Revestimentos 3D: tendência de mercado

Geralmente, esses revestimentos são usados para dar uma maior sensação de aconchego ao ambiente, pois produzem efeito de profundidade. Além disso, trazem movimento quebrando a monotonia das paredes lisas, dispensando o uso de papéis de parede. Por isso são a opção perfeita para os que querem sair do óbvio. Porém é necessário cuidado, quanto menor e mais escuro é o cômodo mais suave deve ser o motivo dos desenhos, para evitar a sensação de confinamento.

Revestimentos 3D: tendência de mercado

Uma das vantagens dos revestimentos 3D é que alguns podem ser aplicados sobre azulejos, como é o caso das placas de PVC. Elas são ideais para ambientes molhados como cozinhas e lavabos, por que são muito resistentes à umidade e possuem fácil aplicação. O tipo de geometria e a cor ficam a critério do cliente, se o objetivo for uma aparência mais discreta é recomendado investir em placas de cores claras ou neutras, como o branco e o cinza.

Revestimentos 3D: tendência de mercado
Revestimentos 3D: tendência de mercado

Uma dica importante é contrastar as placas 3D com os móveis do ambiente, isso traz mais dramaticidade, se os seus móveis são claros que tal usar um revestimento mais escuro? Porém o contraste vai muito mais além do uso de cores claras e escuras, você pode brincar com as formas do padrão do revestimento, por exemplo, se você tem um cômodo com mobília retilínea é interessante usar placas com motivos fluidos, com linhas curvas ou até mesmo formas arredondadas. Os revestimentos com recortes hexagonais e triangulares são um meio termo, interessante, para os que não se sentem seguros com grandes contrastes formais, eles funcionam tanto com móveis retilíneos quanto os de linhas mais orgânicas.Revestimentos 3D: tendência de mercado

É importante ressaltar que a escolha da parede onde o revestimento será colocado é crucial para uma redecoração sem dor de cabeça. Dê preferência a paredes inteiras, sem recortes como tomadas, janelas e com ausência de quinas, isso por que as peças 3D são de difícil recorte, podendo até comprometer na qualidade do acabamento.

Revestimentos 3D: tendência de mercado
Revestimentos 3D: tendência de mercado

O revestimento 3D traz personalidade para o ambiente, ele cria efeitos diferenciados de acordo com o tipo de iluminação utilizada, luz natural traz homogeneidade para as placas, evidenciando mais a sensação de movimento, já pontos de luz vindos de baixo para cima, ou vice-versa, trazem mais contraste entre luz e sombra, ressaltando o volume das peças e valorizando a parede.

Revestimentos 3D: tendência de mercado
Revestimentos 3D: tendência de mercado
Revestimentos 3D: tendência de mercadoRevestimentos 3D: tendência de mercadoRevestimentos 3D: tendência de mercado

Seja como for, as placas com motivos 3D sempre acrescentam no visual dos cômodos, escolha a que mais combina com você e se divirta mudando o visual da sua casa.

Próxima notícia

Dê sua opinião: