DICAS

Minha divina estante

Aprenda a fazer composições harmoniosas nas suas estantes


Dicas de composição

Dicas de composição Foto: reprodução

O post de hoje veio direto da sugestão de vocês! Essa semana eu coloquei no Instagram (@luizacarvalho.arq) qual assunto vocês, meus querido leitores, queriam ver aqui no blog. Um seguidor mandou algo que achei bem interessante falar, composição em estantes. Sendo um devorador de livros ou não, você provavelmente tem uma na sua casa, e geralmente elas costumam dar uma dor de cabeça… isso porque sempre parecem desarrumadas, ou entulhadas de coisas, de alguma maneira elas nunca ficam harmoniosas. Bem, isso será passado após ler as dicas que irei dar!

O primeiro passo é separar os elementos que irão fazer parte da composição da estante, esse é aquele momento crucial em que devemos decidir o que ficará à mostra e o que será guardado, doado ou vendido. Na grande maioria dos casos, peças em excesso são a causa de estantes bagunçadas, por isso essa organização inicial é crucial!

Tenha em mente qual a função da sua estante, por exemplo, uma estante de um escritório executivo vai pedir mais elementos neutros de decoração e será interessante dispor livros acadêmicos, quadros com certificados e diplomas, e outros objetos de escritório, se for uma estante de um canto de leitura é mais indicado separar os títulos mais lidos, aquelas edições especiais das quais você tem orgulho, luminárias que ajudem na hora da leitura, etc.

Se sua estante vai ser meramente decorativa, sem muito uso funcional, eu aconselho que a separação dos objetos se dê por cores, escolha a paleta que quer disposta nela. A harmonização por cor dificilmente falha, se você conseguir aliar a função das prateleiras à uma paleta específica, melhor ainda!

Mistura que é bom! Isso mesmo! Misture livros, objetos decorativos, quadros e plantas, a composição com diferentes texturas deixa as prateleiras mais interessantes e quebram a monotonia dos vários livros empilhados. Nesse caso fique atento à regra da triangulação. Forme triângulos imaginários com as peças a serem dispostas, você pode colocar um livro alto no meio do espaço disponível e nas laterais colocar outros elementos mais baixos, por exemplo.

Coloque os livros mais grossos deitados, e intercale-os com livros em pé, ou com objetos. Também é válido utilizá-los como apoio para pequenas peças de decoração, como luminárias, action figures, plantas de pequeno porte, ou porta-retratos.

Se depois dessas dicas você ainda não conseguiu deixar sua estante harmoniosa existe um ultimo recurso a ser utilizado, a simetria. Nosso cérebro ama coisas simétricas (e por “coisas” eu me refiro a basicamente tudo: objetos, espaços, rostos, estampas, etc.), por isso montar uma prateleira utilizando esse artifício traz sensação de harmonia para a composição mesmo sem ser um expert em decoração de interiores.

Quer saber mais? Então deixa seu comentário, segue a gente no insta (@luizacarvalho.arq), e mande sugestões! Nós amamos ouvir vocês!

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Luiza Carvalho

Luiza Carvalho

Luiza Carvalho é arquiteta urbanista, formada pela Universidade Federal do Piauí e pós graduanda em Design de Interiores e Ambientação pelo IPOG

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete

O STF deve afastar Deltran Dallagnol da chefia da Lava Jato?

ver resultado