Política

Rafael vai investir mais de R$ 3 milhões em fomento à pesquisa científica

O governador autorizou o lançamento de dois editais com bolsas para estudantes

Quinta - 29/02/2024 às 19:13



Foto: Governo do Piauí oferece bolsas para iniciação científica no ensino médio
Governo do Piauí oferece bolsas para iniciação científica no ensino médio

O governador Rafael Fonteles assinou, na tarde desta quinta-feira (29), juntamente com o secretário de Estado da Educação (Seduc), Washington Bandeira, a autorização para lançamento de edital do Programa de Bolsa de Iniciação Científica Júnior (PIBIC-Jr) para estudantes da rede técnica da Seduc. Também foi assinado um termo de cooperação para a excução de  um projeto piloto com o Ministério da Pesca e Aquicultura para estimular o Programa Jovem Cientista na área da pesca artesanal.

Rafael destaca que esse é mais um avanço no incentivo à produção científica no estado, dessa vez, voltado para os estudantes do ensino médio. Em suas redes sociais, ele falou da importância dessas ações.

Com essas duas iniciativa, chegamos a mais de mil bolsas de iniciação científica em nossa gestão, um número inédito. Aqui no Piauí, a educação e o setor produtivo andam juntos, gerando mais emprego, mais renda e mais qualidade de vida para nosso povo.

O secretário de educação, Washington Bandeira, aponta que esse programa é mais uma oportunidade para os estudantes da rede Seduc abraçarem a área científica e estudos técnicos. 

“É mais uma oportunidade que está sendo dada aos estudantes para eles terem uma assistência estudantil, com uma bolsa, vinculada à educação e à pesquisa nas áreas dos cursos técnicos que eles estão desenvolvendo dentro das escolas de tempo integral. Certamente vão sair desse programa vários projetos interessantes para a economia do Piauí”, declarou, explicando que  as propostas de pesquisa deverão ser submetidas exclusivamente pelo SIGFAPEPI até as 23h59min, horário de Brasília, do dia 13/03/2024.

O outro edital assinado foi o de lançamento do Jovem Cientista – programa piloto do Ministério da Pesca, em parceria com a Seduc e a Fapepi. A ideia é fomentar a produção científica voltada para a produção na área da pesca, com foco na região das planícies litorâneas. O programa visa despertar a vocação para os campos das ciências e para as carreiras tecnológicas, incentivando talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio da rede pública do estado do Piauí, particularmente pescadores ou filhos de pescadores artesanais.

O programa prevê 100 bolsas de iniciação científica para estudantes, no valor de R$ 300,00, cada, por até doze meses, além de 25 bolsas no valor de R$1.000, por até 12 meses, para docentes da rede pública estadual de ensino que tenham seu projeto de pesquisa aprovado no edital. Será realizada ainda, a contemplação de R$ 10 mil para 25 projetos de pesquisa com finalidade de gastos para capital e/ou custeio.

Para o presidente da Fapepi, Xavier da Cruz, o projeto vai alavancar a produção da cadeia pesqueira do litoral piauiense, levando desenvolvimento e renda.

 “Esse projeto piloto é uma ação que será desenvolvida para o fortalecimento da cadeia produtiva da pesca e consequentemente do Porto Piauí, focada na região das planícies litorâneas e visa beneficiar os filhos e filhas dos pescadores daquela região”, explicou o presidente da Fapepi.

Serão destinados para o programa R$ 485.000,00 oriundos do Ministério da Pesca e Aquicultura, R$125.000,00 oriundos da Fapepi e mais R$ 300.000,00 oriundos da Seduc. As propostas deverão ser encaminhadas via SIGFAPEPI no período de 06 a 31/03/2024.

Siga nas redes sociais

Compartilhe essa notícia: