LIVE

"Bolsonaro leva o Brasil a uma tragédia social", diz deputada Gleisi Hoffmann

Presidente do PT informou que existem 50 pedidos de impeachment contra Bolsonaro no Congresso


Live com dirigentes do PT foi transmitida pelo Facebook

Live com dirigentes do PT foi transmitida pelo Facebook Foto: Piauihoje.com

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, fez uma análise de conjuntura do atual governo brasileiro e concluiu que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está levando o Brasil a uma tragédia social. A fala foi dita durante live (transmissão ao vivo) realizada com deputado Francisco Limma, presidente do diretório estadual do PT no Piauí nesta última quarta-feira (12). O encontro foi mediado pelo editor-chefe do Piauihoje.com, jornalista Luiz Brandão.

"Bolsonaro está levando o Brasil para uma  tragédia social. Essa perseguição toda com o PT , nós avisávamos lá atrás, não é só contra o PT, é contra projetos, contra os empregos, contra o desenvolvimento. As pessoas estão muito abaladas com tudo isso e eles não tem nada a oferecer. A única coisa que eles oferecem é o auxílio emergencial, que é proposta nossa", argumentou.

Para Gleisi, Bolsonaro praticou diversos crimes intoleráveis para o cargo que ocupa.

"Analisando o país desde o golpe sofrido pela ex-presidente Dilma, qual foi o crime ela cometeu? pedalada fiscal? Olha os crimes do Bolsonaro: crime contra a Constituição, crime contra a Democracia, atentado à vida, incentivar as pessoas a se exporem à doença. Ele tem todo tipo de crime. Abriram impeachment contra a Dilma para tomar o poder no tapetão e sem ter um projeto para o Brasil. Começaram a cortar todos os projetos para o povo, não tem como segurar a Economia sem investimento forte do Estado, pararam de fazer grandes e pequenas obras, não levaram mais recursos para os municípios, o [programa habitacional] Minha Casa Minha Vida acabou; na área da Educação querem fechar universidades públicas, cortaram o FIES, tiraram recursos do SUS, escurraçaram os médicos cubanos do Brasil que faziam o Mais Médico, pararam de fazer as creches para dar educação infantil, isso tudo tem um impacto grande. Na área da Agricultura acabaram com os projetos de crédito para os agricultores familiares", listou.

Para Hoffmann, a única alternativa para o Brasil, nesse momento, é a saída de Bolsonaro da presidência. 

"A primeira coisa que nós temos que fazer é tirar o Bolsonaro do governo, porque com ele nós não vamos conseguir reconstruir o país. Nós apresentamos processo de impeachment, já tem mais de 50 propostas na Câmara e na semana passada o presidente Rodrigo Maia disse que não via crimes cometidos por Bolsonaro, mas defendeu o da Dilma. Então veja que a compreensão que essa gente tem de crime é curiosa, Bolsonaro expõe milhares ao vírus e à morte, atenta contra as instituições e não comete crime. O único jeito é mudar o governo. O PT, como já governou o Brasil, está elaborando um plano de reconstrução do país. Assim que sairmos dessa pandemia, precisamos de um governo que fortaleça o Estado, que empregue sua gente e não sirva a bancos. O pessoal vai dizer que não tem dinheiro, mas tem sim. O Brasil não é um país tão endividado", concluiu.

Confira na integra a live com Gleisi Hoffmann e Francisco Limma:


Próxima notícia

Dê sua opinião: