ELEIÇÕES 2020

Quais as regras da pré-campanha?

No entanto, esse momento, assim como o momento da campanha, possui regras para evitar a manipulação da opinião pública, o abuso de poder e econômico.


Pré-campanha eleitoral regras

Pré-campanha eleitoral regras Foto: Divulgação

2020 é ano de eleição e, em anos como este, entre os dias 20 de julho e 5 de agosto ocorrem as convenções partidárias para que sejam decididos quem serão os candidatos de cada partido aos cargos públicos disputados. Ao fim desses dias, finda-se a pré-campanha, que é a campanha daqueles que desejam ser candidatos, e têm-se início os planejamentos das campanhas propriamente ditas.

No entanto, esse momento, assim como o momento da campanha, possui regras para evitar a manipulação da opinião pública, o abuso de poder e econômico.

O que não é permitido na pré-campanha

Considerando que a pré-campanha não possui data certa para começar, não existe uma limitação quanto a quando um pré-candidato pode começar a expor seus pontos de vista, o desejo a determinado cargo público e até ir a rádio e tv para falar sobre o assunto.

No entanto, tudo o que é proibido durante uma campanha eleitoral também será proibido em uma pré-campanha:

Pedir votos, o que é considerado campanha antecipada;

Comprar votos;

Propaganda paga em rádios e televisão;

Propagação de difamação de outros partidos;

Proibida a transmissão ao vivo das prévias partidárias;

Xingar ou difamar candidatos de outros partidos;

Uso de cavaletes e bonecos infláveis;

Fixação de propaganda política em árvores e jardins;

Entrega de brindes, apresentação remunerada de artistas, outdoors, trios elétricos, abuso de instrumentos sonoros;

Alusão aos órgãos e entidades públicos;

Abuso de poder econômico.

O que é permitido na pré-campanha eleitoral

Com tantas coisas proibidas, o que é permitido na pré-campanha? Bem, é permitido que os pré-candidatos utilizem suas redes sociais para entrar em contato com o eleitorado, dar a opinião pessoal sobre assuntos políticos, mencionar que pretende se candidatar e exaltar suas qualidades.

Fonte: Camilla Cruz

Próxima notícia

Dê sua opinião: