Piauí é referência no combate à violência contra a mulher e será tema de reportagem na Globo News

Delegada defende que mulheres denunciem antes de serem agredidas


A delegada Eugênia Villa com a deputada Teresa Britto

A delegada Eugênia Villa com a deputada Teresa Britto Foto: Paulo Pincel

 A delegada de Polícia Civil Eugênia Villa, subsecretária de Segurança Pública, destacou as políticas de segurança pública adotadas pelo Piauí e que são destaque no País, como as delegacias especializadas, o aplicativo Salve Maria e outras ações de combate à violência contra a mulher e o feminicídio. 

Uma equipe da Globo News virá a Teresina agora em abril para gravar uma reportagem especial sobre essas políticas de enfrentamento à violência contra a mulher e ao feminicídio que o Piauí vem adotando para reduzir os casos no estado.  

“Estamos avançando muito no combate ao feminicídio no Estado principalmente quando, após avaliações dos casos, abrirmos as delegacias de gênero aos finais de semana. Hoje o aplicativo Salve Maria já está sendo apresentado em vários Estado da federação como uma política bem sucedida assim como outras ações nossas e a tudo isso nós também temos que agradecer a Assembleia Legislativa por ser nossa parceira nesse processo e aprovar os projetos dessas políticas”, avaliou.

Na quarta-feira (27), a Assembleia Legislativa realizou uma sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08 de março. A proposição é das deputadas Teresa Britto (PV), Lucy Soares (Progressistas) e Flora Izabel (PT).

Após a solenidade, a delegada  conversou com o PIAUIHOJE.COM quando defendeu que a mulher reaja à primeira ameaça, não espere acontecer a agressão. E se essa agressão, verbal ou física, acontecer, que a mulher denuncie o autor da violência na delegacia especializada. Existe até uma delegacia que investigar os casos de feminicídio, que infelizmente ainda são  uma triste realidade no Piauí.

  

Fonte: Alepi

Próxima notícia

Dê sua opinião: