ELEIÇÕES 2022

Convenção do PSB para selar chapa Lula-Alckmin é marcada para 29 de julho

O lançamento oficial da chapa entre os ex-adversários ocorreu no início de maio com discurso em "defesa da democracia"


Ex-presidente Lula e ex-governador Geraldo Alckmin

Ex-presidente Lula e ex-governador Geraldo Alckmin Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A convenção nacional do PSB que vai selar a aliança entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) na corrida ao Palácio do Planalto foi marcada para o dia 29 de julho. O anúncio da data foi feito pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, em publicação no Twitter.

"O PSB vai realizar, em 29 de julho, a convenção nacional do partido para consagrar a aliança PSB-PT na eleição presidencial e a candidatura de @geraldoalckmin à vice-presidente da República", publicou Siqueira.

O lançamento oficial da chapa entre os ex-adversários ocorreu no início de maio com discurso em "defesa da democracia". Durante a cerimônia, o ex-presidente adotou um tom mais moderado —mais ameno que o de Alckmin—, dizendo que o país precisa de calma. "Nós vamos vencer essa disputa pela democracia distribuindo sorriso, caminho, amor, paz e criando harmonia.".

Com covid-19 na ocasião, Alckmin não esteve presente no local, mas participou por meio de vídeo. Em discurso, ele defendeu sua parceria com Lula, de quem era adversário, citando que o governo atual, de Jair Bolsonaro, é o mais "desastroso e cruel" da história do Brasil. O ex-governador disse que será um "parceiro leal" de Lula.

Deputada apresenta projeto que qualifica como crime violência contra a mulher no trabalho

Weintraub faz novo ataque: 'Chegou a hora de desmascarar o Exército'

Fonte: UOL

Próxima notícia

Dê sua opinião: