GRECO

Suspeito de roubos a bancos e caixas eletrônicos morre em troca de tiros em Teresina

Segundo o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, o suspeito não atendeu à ordem de prisão e disparou contra a polícia


Rafael Bicudo

Rafael Bicudo Foto: Reprodução WhatsApp

Troca de tiros entre agentes do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) terminou com a morte de Rafael da Costa Carvalho, vulgo Rafael Bicudo, nesta quinta-feira, 8. Os agentes cumpriam mandado de busca e prisão preventiva na Vila Bandeirantes, zona Leste de Teresina. O suspeito era acusado de participar de roubos a banco e estouro a caixas eletrônicos na capital.

Segundo o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, o suspeito não atendeu à ordem de prisão e disparou contra a polícia. A polícia revidou e acertou Rafael Bicudo que foi socorrido e levado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu e veio morreu.

STF forma maioria para obrigar União a reativar UTIs em 5 Estados; Piauí está incluso

Aeroporto de Teresina é arrematado em leilão no bloco vendido por R$ 754 milhões

Rafael da Costa Carvalho integrava grupo que realizava roubos a banco e caixas eletrônicos em Teresina, juntamente com Javeleta, Gregório, Mizael, Rayann, Mikaelly, Bruno Wallace e Renan, todos presos pelo Greco neste ano.

Foram apreendidos durante a ação, um revólver calibre 38, uma réplica de arma de fogo e aparelhos celulares. A ação contou com o apoio de agentes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE). Durante as prisões citadas, foram apreendidas três armas de fogo, dois carros roubados e uma moto roubada.

Próxima notícia

Dê sua opinião: