COVID-19

Na Síria: CICV continua assistindo milhões e se adapta para combater o vírus

Enquanto a Síria entra no décimo ano de conflito, todos enfrentam uma ameaça principalmente invisível


Ajuda Humanitária na Síria

Ajuda Humanitária na Síria Foto: CICV

Após semanas de alerta intensificado e da introdução das primeiras medidas para reduzir a propagação da pandemia da COVID-19 na Síria, foi confirmado oficialmente o primeiro caso do vírus no país em 22 de março, seguido pela primeira morte a causa da COVID-19 em 29 de março. Durante a segunda quinzena de março, as medidas de restrição de reuniões e movimento foram reforçadas sucessivamente e, no início de abril, o país foi submetido a um bloqueio parcial.

Esta pandemia global atinge a Síria em um momento em que o país entra no décimo ano de um conflito destrutivo que levou ao deslocamento em massa da população e colocou um sistema de saúde antes forte em um estado precário. A metade de todos os estabelecimentos de saúde agora não funciona ou funciona parcialmente. O país teve um declínio econômico como consequência do conflito, sanções e uma queda regional, o que gerou mais dificuldades para muitos sírios vulneráveis.

Apesar de uma grande parte do país ter visto um aumento da estabilidade no último ano, ainda existem áreas de hostilidades ativas onde as condições de vida são particularmente difíceis. Esse é o caso da área dentro e em torno de Idlib, onde houve um deslocamento de um milhão de pessoas nos últimos meses. No nordeste do país, cerca de 100 mil pessoas vivem em campos. Milhões de pessoas deslocadas em outras partes do país estão experimentando condições semelhantes.

As pessoas deslocadas por causa de conflitos são particularmente vulneráveis a complicações de saúde. Os campos ou os locais temporários onde moram estão lotados, frequentemente com saneamento e abrigo inadequados, ou pouco acesso à assistência médica e a uma nutrição adequada. As pessoas que se encontram em locais de detenção são outro grupo que precisa de atenção especial.

A operação do CICV na Síria é a maior do mundo. Nossas operações têm sido uma corda de segurança para milhões de sírios nos últimos nove anos. Continuamos adaptando e fortalecendo nossos programas em colaboração com o nosso parceiro operacional, o Crescente Vermelho Árabe Sírio (CVAS), para manter uma ampla variedade de atividades para salvar vidas, e desenvolver respostas específicas para evitar ou mitigar a propagação da COVID-19 nesse ambiente frágil.

Nossos programas de larga escala nos campos de água e habitat, saúde, segurança econômica e proteção humanitária continuam atendendo não apenas as necessidades relativas a conflitos, mas, devido ao foco em comunidades particularmente vulneráveis, desempenham um papel significativo para melhorar o saneamento, nutrição e estado de saúde de milhões de pessoas na Síria, enquanto enfrentam a pandemia da COVID-19.

Concretamente, estamos trabalhando desta forma para mitigar a propagação da COVID-19 na Síria:

1.    1. Apoiamos e trabalhamos com o Crescente Vermelho Árabe Sírio para mitigar a propagação da COVID-19 entre as populações vulneráveis.

 Isto é feito por meio de uma distribuição planejada de kits de higiene para três meses para comunidades vulneráveis e deslocadas internamente. Também continuamos fornecendo desinfetantes e equipamento para as atividades de prevenção e controle de infecções do Crescente Vermelho Árabe Sírio em serviços públicos em todas as províncias da Síria. Além disso, estamos fornecendo recursos financeiros e técnicos para que o Crescente Vermelho Árabe Sírio realize campanhas de informação e conscientização em todo o país. O hospital de campanha em Al Hol do CICV e do Crescente Vermelho Árabe Sírio continua oferecendo serviços médicos críticos à população do campo, enquanto implementa medidas preventivas, examina os pacientes e contribui com outros atores humanitários no campo para construir um centro de isolamento.

 2.    2. Apoiamos os trabalhadores do Crescente Vermelho Árabe Sírio, de saúde e humanitários para que possam dar resposta e se proteger contra a exposição à COVID-19.

 Iniciamos e aumentaremos a distribuição de desinfetantes e equipamento de proteção individual para permitir que o pessoal de operações e saúde, e os voluntários do Crescente Vermelho Árabe Sírio e do CICV trabalhem com proteção adequada. Estamos prestando a mesma assistência ao pessoal de estruturas de saúde pública selecionadas consideradas importantes para as populações vulneráveis.

 3.  Apoiamos as autoridades para evitar ou mitigar a propagação da COVID-19 em locais de detenção.

Fornecemos às autoridades de detenção desinfetantes para a limpeza de instalações e equipamento de proteção individual para o pessoal de saúde e das prisões, bem como assistência técnica para o uso. Além disso, também proporcionamos produtos de higiene para os detidos em algumas prisões centrais e ajudamos a mitigar os efeitos da suspensão temporária das visitas dos familiares.

4.    Garantimos que as necessidades vitais como o acesso à água potável, comida e assistência médica apropriada continuem a ser cobertas.

Em colaboração com o Crescente Vermelho Árabe Sírio, continuamos garantindo que a população em geral tenha acesso regular à água potável, por meio do transporte de água, ou com a manutenção e reparação de estações de bombeamento de água essenciais. Nossa equipe de saúde continua fornecendo apoio
às estruturas de saúde locais para poder lidar com outras condições médicas de risco de vida, como doenças cardíacas, diabetes e feridos de guerra. Além disso, continuamos garantindo à população o acesso à comida com a distribuição de pacotes de alimentos e refeições quentes.

Alguns números:

  • Mais de 700 voluntários do Crescente Vermelho Árabe Sírio e profissionais de saúde sírios receberam equipamento de proteção individual.
  • São realizadas mais de 200 consultas semanais no hospital de campanha de Al Hol.
  • Mais de 250 mil pessoas continuam recebendo alimentos mensalmente.
  • Mais de seis milhões de pessoas em toda a Síria se beneficiaram de trabalhos recentes de reparação e distribuição de água desde março de 2020.
  • Cerca de 750 mil pessoas serão beneficiadas com a distribuição do kit de higiene nos próximos três meses.
  • Estão sendo distribuídos produtos de higiene, bem como de desinfecção, nas prisões centrais para cerca de 18 mil detidos.

Fonte: Ascom CICV

Próxima notícia

Dê sua opinião: