COVID-19

Mulher com Covid-19 acorda do coma e descobre que deu à luz

Angela Primachenko foi colocada em coma induzido por uma semana


Nascimento

Nascimento Foto: Divulgação

O novo coronavírus tem feito muitas vítimas mortais um pouco por todo o mundo, mas também há espaço para histórias de felicidade em torno deste vírus.

Tudo aconteceu nos Estados Unidos. Uma grávida infectada com a Covid-19 acordou de um coma induzido e descobriu que tinha dado à luz durante esse período.

Angela Primachenko, que mora em Vancouver, no estado de Washington, teve de lutar pela vida depois de ficar infectada com o novo coronavírus. A mulher foi, inclusive, colocada a respirar com recurso a um ventilador quando estava grávida de 33 semanas.

A jovem de 27 anos, que trabalha como fisioterapeuta, começou a apresentar sintomas como febre e deu positivo no teste da doença no dia 24 de março.

Em oito dias, os sintomas pioraram e Angela Primachenko entrou em coma induzido no Legacy Salmon Creek Medical Center. Os médicos de Angela decidiram então induzir o parto para salvá-la e ao filho que ainda não tinha nascido.

"Obviamente, ninguém esperava que eu ficasse tão doente, então não, absolutamente não esperava dar à luz ao meu filho", confessou a fisioterapeuta, em declarações ao programa Today da NBC News.

Sem saber que agora era mãe pela segunda vez, Angela Primachenko saiu do coma a 6 de abril, cinco dias após o parto.

"Depois de toda a medicação acabei acordando e de repente eu não tinha mais a barriga. Foi  impressionante", acrescentou.

Angela, que também é mãe de Emily, de 11 meses, não conseguiu segurar a sua filha recém-nascida Ava, que continua internada. A mãe teve altar hospitalar no último sábado, mas ainda não viu a sua bebê dado que ainda aguardam resultados aos testes do Covid-19. Até ao momento, a pequena Ava testou negativo ao novo coronavírus.

A fisioterapeuta disse ainda no mesmo programa que foi aplaudida pela equipa médica quando saiu dos cuidados intensivos, confessando que se sente "como se fosse um milagre andante."

Fonte: Noticias ao minuto

Próxima notícia

Dê sua opinião: