TI

Lisboa eleita como o melhor lugar para ser um nômade digital em 2022

Segundo pesquisas, profissionais que se consideram nômades digitais costumam ficar em um lugar por cerca de três a nove meses.


Lisboa

Lisboa Foto: O Jornal Económico - Sapo

A Instant Offices recentemente nomeou Lisboa como o principal destino dos nômades digitais. A combinação de sol, infraestrutura, velocidade de internet e gastronomia da capital portuguesa a torna a opção perfeita para qualquer nômade digital que queira se estabelecer em algum lugar por alguns meses. Lisboa recebe cerca de 2800 horas de sol por ano, tornando-se um dos lugares mais ensolarados de toda a Europa, e sua acessibilidade é extremamente atraente para os nômades que não querem pagar os preços super-inflacionados vistos em outras capitais da Europa. Um fator extremamente importante para um nômade digital é a velocidade da internet, que é essencial para sua capacidade de viver seu estilo de vida de trabalho remoto. Em Lisboa, a velocidade média de banda larga é de 163 mbps, o que é ideal, e seu laptop pode aproveitar essas velocidades enquanto você saboreia tigelas de Caldo Verde e frutos do mar fresquinhos.

Segundo pesquisas, profissionais que se consideram nômades digitais costumam ficar em um lugar por cerca de três a nove meses. Este é o tempo suficiente para realmente absorver a cultura de um país e vivenciá-la autenticamente em vez de como turista. Também é tempo suficiente para assinar um contrato de locação de longa duração, em vez de ser obrigado a pagar os preços de alojamentos de curta duração. A partir de junho de 2022, de acordo com o barômetro mensal do mercado imobiliário da Imovirtual, o custo médio do aluguel de um apartamento em Lisboa caiu 4,6%, indo de 1619€ em maio para 1545€ por mês em junho. A capital continua a ser a cidade mais cara do país sendo Faro a sua concorrente mais próxima, situada no Algarve, com o valor médio de aluguel rondando os 1356€ por mês. A cidade vizinha de Setúbal é famosa por quem procura por valores um pouco mais acessíveis, localizada um pouco a sul da capital mas também na costa, o aluguel médio de um apartamento lá é de apenas € 1056 por mês.  

Lisboa aparece em várias listas como a cidade número um para os nômades digitais, uma reputação que se estabeleceu ao longo da última década. Seus valores médios de aluguel são considerados caros apenas quando comparados com o resto de Portugal, algo de se esperar da maior cidade e centro económico do país. Quando comparados com outras capitais da Europa os preços parecem muito mais razoáveis, sem contar na questões de custos de vida e horas de sol anuais. Estimativas mostram que os aluguéis em Lisboa são cerca de 52,82% mais baixos do que em Londres, e os custos de vida na cidade são 41,69% mais baixos do que na capital do Reino Unido. Nos dias atuais pós pandemia, as ferramentas virtuais desenvolveram ainda mais seus atributos de pesquisa, mostrando uma quantidade imensa de moradias em websites de famosas agencias imobiliárias portuguesas como a Imovirtual, incluindo a possibilidade de fazer tours virtuais pelo imóvel e negociações a distância (outro aspecto nômade digital-friendly que Portugal tem a oferecer).

Próxima notícia

Dê sua opinião: