Estado reforça ações para enfrentar os efeitos da estiagem no Semiárid

A Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec) está reforçando as ações de combate aos efeitos da e


Secretário anuncia ações para o abastecimento no Semiárido.

Secretário anuncia ações para o abastecimento no Semiárido. Foto: Sedec

 A Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec) está reforçando as ações de combate aos efeitos da estiagem para garantir o abastecimento no Semiárido piauiense no segundo semestre, período geralmente marcado pela escassez chuvas no Piauí. O anúncio foi feito, nessa terça-feira (17), pelo secretário da Defesa Civil, Hélio Isaias, durante reunião com representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag).

Entre as ações que devem receber ainda mais atenção do Estado, por meio da Sedec, estão a instalação de equipamentos e construção reservatórios para armazenamento e distribuição de água de poços já perfurados, a perfuração de novos poços com toda a estrutura necessária para funcionamento, a construção de sistemas de abastecimento, além da operação carro-pipa.

A Sedec já iniciou a construção de quatro grandes reservatórios para colocar em operação os poços estratégicos do estado. Cada um deles terá capacidade para armazenar 200 mil litros de água e devem atender a população de São Braz, Vera Mendes, São João da Canabrava, Pedro Laurentino e municípios vizinhos. Além disso, centenas de poços com capacidade menor estão sendo equipados, em diversos municípios piauienses.

"Nosso objetivo é colocar em funcionamento esses poços perfurados há anos no estado, mas que por falta de equipamentos e até mesmo de rede elétrica, não estão atendendo a população. Com eles em funciomanto, vamos diminuir o problema de falta d\'água em vários municípios", disse Hélio Isaias.

O secretário destacou a importância de trabalhar em parceria com a Fetag para amenizar os problemas relacionados ao abastecimento no Semiárido. "Por ser uma entidade ligada ao homem do campo, a Fetag conhece de perto os problemas enfrentados por eles. A presidente Rosângela Moura e demais representantes nos trouxeram suas principais demandas e muitas delas serão atendidas. Foi bom ver a preocupação da entidade com os problemas relacionados a estiagem. Quero destacar que a Defesa Civil vai receber e, sempre que possível, deve atender as demandas da entidade porque seus representantes conhecem de perto a realidade de cada município", ressaltou Hélio Isaías.

Fonte: Gonçalo Naza

Próxima notícia

Dê sua opinião: