SAÚDE BUCAL

Dicas de como cuidar da sua saúde bucal durante o isolamento social

Você sabia que os cuidados com a higienização bucal podem ser grandes aliados no combate ao Coronavírus? Descubra algumas dicas valiosas para aplicar no seu dia à dia e se prevenir ainda mais contra a doença!


Saúde Bucal

Saúde Bucal Foto: Britannica Escola Online

Em tempos de isolamento social, os cuidados com a higienização bucal devem ser redobrados. Isso porque, uma saúde bucal adequada é uma aliada valiosa quando se trata de prevenção de doenças, vírus e bactérias. 

O trato respiratório (boca, faringe e pulmões) é uma das principais entradas do Covid-19, portanto, é de suma importância que além do isolamento social, se preze pelos reforços da higiene pessoal e pela saúde bucal em dia. 

Os fluidos da boca são considerados uma das maiores formas de disseminação do Coronavírus, isso se dá pelo fato de que a saliva é casa para diversas bactérias, sendo assim, um ótimo local para proliferação e propagação do vírus. 

Uma higienização bucal inadequada também pode auxiliar na baixa imunização do organismo, aumentando o risco de infecções, lesões e doenças bucais. 

Aqui vão algumas dicas essenciais dos cuidados com a higienização bucal diária e também, alguns fatores de limpeza que devem ser redobrados neste período: 

Cuidados com a higienização bucal 

A escovação dos dentes deve ser completa, acompanhada do uso de fio dental e enxaguantes bucais. Esta, deve acontecer após as refeições, ao acordar e antes de dormir.

 É ideal enxaguar a escova em água corrente após utilizá-la. Esse processo é de grande auxílio para a retirada de resíduos que podem permanecer nas cerdas após a escovação dos dentes.

 O adequado é enxugar a escova de dentes em uma toalha separada daquela que você utiliza para secar as mãos e rosto. Assim, os riscos de contaminar o rosto com algum microorganismo presente na boca são severamente reduzidas. 

Atenção, existem algumas dicas valiosas para higienizar corretamente a escova de dentes após a utilização da mesma. Isso previne ainda mais o item de possíveis bactérias e microorganismos: 

Como higienizar a escova de dentes corretamente 

Em um recipiente, despeje ½ xícara de água, adicione duas colheres de sopa de vinagre branco e 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio. Misture e deixe a escova de dentes no recipiente por uma hora. A junção desses ingredientes é ótima para a eliminação de bactérias. 

Após esse período, lave a escova com enxaguante bucal por alguns minutos. Depois, mergulhe-a em água fervente. Esse processo auxilia na remoção dos resíduos de bicarbonato, vinagre e anti-séptico bucal que ainda estão presentes no item. 

O ideal é guardar a escova de dentes em um recipiente com as cerdas voltadas para cima. Colocá-la em ambientes úmidos não é aconselhado, pois lugares úmidos, como armários ou gavetas, auxiliam a proliferação do vírus. 

Mesmo prezando por uma escovação adequada, deve-se ter em mente que o uso de fio dental ainda é fundamental! Somente o fio é capaz de garantir a limpeza em locais em que a escova de dentes não consegue alcançar, sendo um agente essencial para a remoção de restos alimentares que ficam nos dentes. 

Os cuidados com a saúde e higienização bucal são imprescindíveis em qualquer momento da vida, dentro, ou fora de uma pandemia. A limpeza adequada da boca e dos dentes alinhada com idas periódicas ao ortodontista são o segredo para manter um sorriso bonito e saudável. 

Deve-se sempre ter em mente que a higienização auxilia na prevenção de doenças prejudiciais tanto para os dentes, quanto para o organismo, mas, somente o profissional da área da saúde bucal que pode deixar a dentição completamente livre de qualquer tipo de malefício.

 Visitas periódicas ao dentista 

Em meio a pandemia não é recomendado ir ao consultório odontológico, por mais que as idas ao dentista sejam importantes para manter a saúde bucal em dia. Nesse caso, o paciente só deve se dirigir ao odontologista se for um caso de extrema urgência.

 É preciso ter em mente que os tratamentos ortodônticos de urgência são aqueles que precisam de atenção imediata para avaliar o nível de dor ou risco de infecção. 

Alguns fatores que caracterizam uma emergência dentária em meio a pandemia são: 

● Sangramento descontrolado;

● Infecção bacteriana que pode comprometer as vias respiratórias;

 ● Trauma envolvendo ossos faciais.

 Seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) é um fator essencial para a prevenção da doença.

 Em casos de pacientes que desejam por realizar procedimentos estéticos, como o clareamento dentário, o ideal é aguardar a situação melhorar para enfim, se dirigir ao consultório e dar início ao tratamento desejado.

 Neste caso, pode-se conversar com o odontologista via meios de comunicação da web. Peça fotos de clareamento dental a laser antes e depois, se quiser fazer o procedimento em consultório. Assim, já se tem uma base de resultados e se eles se aplicam às suas necessidades. 

Outra dica é pesquisar benefícios, preços cuidados na internet. Utilize palavras-chave como “clareamento consultório” para conseguir resultados mais precisos e relevantes.

 Em procedimentos mais urgentes que podem beneficiar a vida do paciente, como uma prótese sobre implante dentário, uma extração de dente ou um canal, por exemplo, cabe a conversar com o ortodontista para uma avaliação do caso e assim, ver se o tratamento durante a pandemia é cabível. 

Se você têm dúvidas orçamentárias, converse com o seu ortodontista. Ter uma base de preços precisa varia muito de acordo com cada caso em questão. Se a sua necessidade for de uma prótese dentária, perguntequanto custa um implante dentário em média, e assim por diante. 

Outros cuidados 

Além dos cuidados com a saúde bucal, existem alguns fatores que não devem deixar de ser aplicados no dia à dia. Estes, são tão importantes quanto uma higienização bucal de qualidade.

● Lavar as mãos com água e sabão antes e depois de qualquer contato físico;

 ● Limpar as mãos com álcool e gel;

 ● Limpar superfícies com álcool; 

● Respeitar o isolamento social e sair de casa somente quando necessário; 

● Evitar aglomerações; 

● Ao sair de casa, sempre esteja usando máscara;

 ● Evite cobrir a boca com as mãos ao tossir ou espirrar, ao invés disso, utilize o braço na altura do cotovelo; 

● Caso sintomas como febre ou tosse aparecerem, opte por permanecer em casa; 

● No caso da persistência dos sintomas e falta de ar constante, busque um hospital. 

Com essas dicas de prevenção você preza pela sua saúde e mantém uma imunidade adequada para não correr o risco de adquirir infecções. Assim, além de se prevenir contra microorganismos que podem ser nocivos para a saúde bucal e do organismo, você cuida do seu bem-estar e consecutivamente, da qualidade de vida! 

Este conteúdo foi produzido por Este conteúdo foi produzido por Victoria Mechenas, redatora na empresa Vue Odonto

Próxima notícia

Dê sua opinião: