SAÚDE

Alimentação pode auxiliar o corpo na retomada dos exercícios

Comer corretamente e não forçar o corpo pode ajudar nos resultados


Exercício

Exercício Foto: Divulgação

Voltar a fazer exercícios após muito tempo sem praticar uma atividade física pode ser um processo complicado e que deve ser feito com cuidado para não sobrecarregar o corpo. Com alguns cuidados, como um treino específico e uma boa alimentação, aliados a uma rotina saudável, é possível conseguir bons resultados e garantir que a retomada aconteça de maneira segura e apropriada.

É comum que atletas que antes tinham um alto rendimento esperem voltar para os treinos com a mesma intensidade. Entretanto, submeter o corpo a um alto nível de impacto de maneira súbita pode ser muito prejudicial, aumentando os riscos de uma lesão muscular ou outros tipos de acidentes, já que o corpo precisa se adaptar de maneira gradual ao exercício feito. Assim, definir uma rotina de exercícios especial, pensada para que a intensidade aumente de maneira objetiva, com o técnico ou treinador, é a melhor opção.

A alimentação pode ser um grande auxiliar da retomada dos treinos, colaborando para que o corpo tenha uma melhor resposta ao exercícios, além de maximizar os resultados. Uma das dicas principais é dar prioridade para uma alimentação saudável e rica em nutrientes e minerais, que ajuda a dar a energia necessária para o organismo funcionar corretamente, além de colaborar para a manutenção da imunidade e ajudar o corpo a se recuperar após o treino. 

Certos alimentos, como beterraba, ovo, leite, frutas cítricas e folhas escuras, como o espinafre, são indicados para evitar a fadiga e acelerar a recuperação muscular. Proteínas e carboidratos em geral são grandes aliados da atividade física, colaborando para reparar a musculatura – aliviando o desgaste sofrido durante o exercício – e repondo glicogênio, reserva de energia dos músculos que é utilizada durante o treino. Em alguns casos, o uso de suplementos, como a albumina, que colabora para o ganho muscular, também pode ajudar a melhorar os resultados. Entretanto, o uso desse tipo de substância só deve ser feito após uma conversa com um médico especialista.

Além dos itens específicos, é importante incluir outros alimentos para criar uma rotina saudável. De acordo com o Ministério da Saúde e a OMS (Organização Mundial de Saúde), a recomendação é de consumir cinco porções de vegetais distintos ao dia, com variação dos tipos consumidos em cada dia, e um esforço para potencializar o sistema imune e garantir o aumento na expectativa e qualidade de vida, o que resulta em um melhor desempenho durante o exercício.

Complementar outros hábitos saudáveis com o cuidado com a alimentação, como uma rotina de treinos especifica, boa higiene do sono e muita ingestão de líquidos, também favorece a retomada dos exercícios de maneira segura e com maiores chances de bons resultados. Ser paciente em relação ao impacto do treino também ajuda a tornar o processo mais tranquilo e menos prejudicial para o corpo.

Fonte: Rodolfo Milone

Próxima notícia

Dê sua opinião: