EMPREGO

Caged mostra que a construção civil gerou 826 contratações no Piauí

Com ritmo acelerado, o segmento tem cumprido seu papel no que diz respeito a auxiliar na retomada da economia no Estado


Construção Civil

Construção Civil Foto: Divulgação

O setor da construção civil tem contribuído positivamente para retomada econômica no Piauí. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, no mês de julho o Estado teve um saldo de 1.073 vagas, crescimento considerável quando comparado ao mês anterior. Desse total, o destaque vai para a construção, que realizou 826 novas contratações no período.

Com ritmo acelerado, o segmento tem cumprido seu papel no que diz respeito a auxiliar na retomada da economia no Estado. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina), Francisco Reinaldo, salienta que o resultado é promissor e que as expectativas para o próximo ano são ainda melhores.

"Nós tivemos um período em que as obras tiveram paradas e há necessidade das empresas de recuperar esse prazo, por isso estamos realmente contratando para que possamos compensar esse tempo que ficamos inativos. Em contrapartida, nós também tivemos boas vendas no mercado imobiliário e há a necessidade de entrega desses imóveis que foram vendidos neste momento", ressalta o presidente.

Alguns fatores são importantes para garantir a aquecimento das atividades neste momento de pandemia. Entre eles, a taxa Selic, que está em 2% ao ano, é uma das peças que possibilita maior vendas de imóveis. O gestor do Sindicato ainda externa que “a perspectiva do setor é de mais lançamentos e contratações no ano que vem. Lançamento representa emprego no futuro”, finaliza Francisco Reinaldo.

Os dados do Caged também mostram que a construção tem sido essencial para a economia e geração de empregos do país. No período em análise, foram registradas 42 mil novas vagas de empregos com carteiras assinadas em todo o Brasil.

Fonte: Icone Comunicação

Próxima notícia

Dê sua opinião: