PROCESSO SELETIVO

Prefeitura de Teresina convoca 322 novos professores substitutos; veja lista

Os convocados foram aprovados em processo seletivo referente ao edital nº 006/2021


Escola municipal em Teresina

Escola municipal em Teresina Foto: Arquivo/Semec

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec), convocou 322 novos professores seletivos para suprir as demandas de alunos, considerando o retorno integral às aulas vigentes. A convocação consta no Diário Oficial do Município, edição dessa terça-feira (07).

Os professores foram aprovados no Processo Seletivo Simplificado para Professor Substituto, referente ao Edital n° 006/2021. Esses docentes atuarão em turmas do Primeiro Ciclo (Polivalência) e anos iniciais do Ensino Fundamental, e quatro professores atuarão em turmas do Segundo Ciclo (Matemática).

“Durante o ano passado, foi feito um seletivo da Semec, no qual foram colocados diversos professores substitutos em diversas áreas. Ainda estamos precisando desses docentes para suprir o quadro. Portanto, estamos convocando mais 322 novos professores que atuarão na rede municipal e mantendo o calendário escolar em dias”, disse o secretário de Governo, André Lopes.

Segundo o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, as escolas da rede pública, tanto estadual quanto municipal, funcionaram, em 2021, na maior parte do ano, usando de ferramentas e atividades de forma remota. Com o arrefecimento da Covid-19, pôde-se expandir esse modelo de ensino para o presencial, inicialmente híbrido e agora 100% presencial.

“Isso fez com que muitos professores que acumulavam contratos no Estado e Prefeitura de Teresina, desistissem de alguns desses contratos, já que agora precisam se apresentar em sala de aula presencialmente, o que acarretou a grande demanda por professores. Além disso, temos contratos encerados, já que professores substitutos têm contratos de dois anos, o que aumenta a demanda”, afirma o secretário Nouga Cardoso.

DOM3288-07062022-ASSINADO_removed.pdf

Próxima notícia

Dê sua opinião: