Veja como recuperar mensagens apagadas no WhatsApp

Aplicativo para Android registra as notificações e permite descobrir conteúdo de mensagens e áudio apagados


WhatsApp

WhatsApp Foto: TutorialTec

O Notification History é um aplicativo gratuito para Android que permite ler mensagens apagadas para todos no WhatsApp. O programa, que registra e mantém um histórico com as notificações de outros apps, mostra o conteúdo de mensagens de texto e áudios excluídos pelo remetente no mensageiro. Fotos e vídeos, no entanto, não podem ser recuperados. Além disso, o aplicativo só funciona se as notificações dos seus contatos e grupos não estiverem silenciadas.

No tutorial a seguir, confira como configurar e usar o app Notification History para recuperar e ler conversas apagadas no WhatsApp. O procedimento foi realizado em um Moto E4 com Android 7.1.1 Nougat, mas as dicas também valem para outros telefones com o sistema do Google. Vale lembrar que o programa é exclusivo para o Android e não possui versão para iPhone (iOS).

Passo 1:

Instale o app Notification History em seu celular. Ao abri-lo pela primeira vez, será necessário autorizar o acesso aos seus arquivos. Se você concordar com isso, clique em "Permitir". Em seguida, toque em "OK" para fechar o changelog.

Passo 2:

Uma mensagem informará que é necessário ativar o acesso às notificações do Android para que o app funcione. Toque em "OK" para abrir as configurações do Android. Por lá, habilite a opção à direita de "Notification History" e confirme tocando em "Permitir";

Passo 3

Quando você perceber que uma mensagem do WhatsApp foi apagada, basta abrir o Notification History e localizar a notificação. Toque sobre ela para ver a mensagem;

Passo 4

No caso de áudio, toque sobre "Mensagem de voz" para ouvi-la. Fotos e vídeos, infelizmente, não podem ser recuperados.

Pronto! Aproveite as dicas para ler mensagens e ouvir áudios apagados pelos seus amigos no WhatsApp.

Como recuperar fotos apagadas no WhatsApp

Celulares e Tablets

Fonte: Tecmundo

Próxima notícia

Dê sua opinião: