Mark Zuckerberg deve acabar 2018 com US$ 19 bilhões a menos

Tantas situações bizarras acabaram por afetar o patrimônio líquido pessoal do principal sócio da empresa


Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg Foto: Marketplace

O ano de 2018 definitivamente não é dos melhores para o Facebook, que começou com o escândalo da Cambridge Analytica e termina com diversas outras polêmicas e questões envolvendo a privacidade de seus usuários. Tantas situações bizarras acabaram por afetar o patrimônio líquido pessoal do principal sócio da empresa, o seu presidente e cofundador Mark Zuckerberg.

No início do ano, o executivo tinha uma fortuna avaliada em US$ 75 bilhões, mas esse valor deve terminar 2018 em “apenas” US$ 56 bilhões, segundo o Índice de Bilionários da Bloomberg — variação negativa de US$ 19 bilhões (-25%). A avaliação da Time é mais otimista e cita uma queda de US$ 15 bilhões (-20%).

Zuckerberg é dono de 13% das ações do Facebook e elas oscilaram bastante de valor ao longo deste ano, começando em R$ 295 em janeiro, chegando a R$ 405 em julho e caindo para R$ 275 agora em dezembro. Na baixa mais acentuada do ano, quando cada ação chegou a valer R$ 235, a avaliação do patrimônio do executivo chegou em US$ 52 bilhões.

De qualquer forma, apesar das diferentes avaliações feitas pelos dois veículos, fato é que a fortuna de Mark Zuckerberg encolheu e ele foi quem mais perdeu dinheiro da lista das 500 pessoas mais ricas do mundo em 2018.

Fonte: Tecmundo

Próxima notícia

Dê sua opinião: