COLISÃO

Piauí registra queda no número de acidentes automobilísticos envolvendo postes de energia

Os números apontam que nos primeiros nove meses de 2020 já ocorreram aproximadamente 60% da quantidade de ocorrências


Acidente de transito

Acidente de transito Foto: Divulgação

Em consonância com a Semana Nacional de Trânsito, que teve início no dia 18 e segue até dia 25, a Equatorial Piauí realizou um levantamento sobre os acidentes de trânsito no Piauí que envolvem postes de distribuição de energia elétrica.  Os dados apontaram que em 2019 foram registradas 2.700 ocorrências com postes quebrados. Neste ano, até setembro, já foram registradas a quebra de 1.590 postes em decorrência de abalroamento por veículos.

Os números apontam que nos primeiros nove meses de 2020 já ocorreram aproximadamente 60% da quantidade de ocorrências envolvendo postes registradas em 2019, o que indica uma redução de ocorrências no ano em curso. A estatística tem impacto direto do isolamento social indicado no combate ao novo coronavírus em várias cidades do estado, que possibilitou a redução da circulação de carros e motos nas ruas. Os municípios de Teresina (449 acidentes), Picos (84), Parnaiba (42) e Miguel Alves (40) apresentaram os maiores números de acidentes automobilísticos envolvendo postes de energia.

Estes acidentes de trânsito que envolvem a quebra de postes, além de colocar em risco as vidas dos ocupantes dos veículos, afeta também a população que vive em torno da ocorrência. O acidente pode ocasionar interrupção no fornecimento de energia, além de acidentes com choque elétrico. Para autoridades de trânsito, muitos desses acidentes acontecem por fatores como: excesso de velocidade, más condições das vias, estado de embriaguez do motorista, sonolência do condutor ou mesmo falhas mecânicas e a utilização de celular enquanto dirige para responder mensagens ou ligações.

O executivo de Estudos operacionais da Equatorial Piauí, Abraão Galeno, reforça que esse é um cenário que precisa de mudanças e conscientização no trânsito. “É um dado preocupante que tenhamos esse volume de ocorrências, por vezes com vítimas fatais de acidentes, por conta da negligência e imprudência. Vale destacar que, além dos traumas gerados, principalmente, para as famílias que perderam seus entes queridos, ainda há o transtorno sério da falta de energia naquela região que houve o acidente, podendo prejudicar áreas essenciais como hospitais e unidades básicas de saúde tão necessários no contexto em que vivemos. O mais importante agora é refletir, alertar e conscientizar nossa população’’, relata o executivo.

A Semana Nacional de Trânsito (SNT) tem o objetivo de conscientizar todos os envolvidos, sejam eles motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas ou pedestres.  O tema definido oficialmente pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) para a Campanha Educativa de Trânsito de 2020 é "Perceba o risco, proteja a vida", o qual busca chamar a atenção sobre os perigos no trânsito, bem como outros riscos à saúde do cidadão.

Redução nos números de morte

De acordo com levantamento do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), o país tem reduzido o número de mortes no trânsito, o que revela um cenário gradativamente positivo e registrou uma redução de 7% nas mortes por acidentes de trânsito no período entre 2015 e 2019, reduzindo de 43 mil para 30 mil mortes por ano.

O que fazer quando acontece um acidente com quebra de poste?

A Equatorial orienta as pessoas a não se aproximarem de fios e cabos partidos ou caídos e que não toquem em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica. Em caso de ocorrências dessa natureza, que envolvam a rede elétrica, a recomendação é que a população entre em contato por meio da Central de atendimento através do 0800 086 0800, e informe o local com ponto de referência. A Equatorial está à disposição com equipes de plantão 24h e também informe o SAMU para atendimento emergencial através do número 192.

Se você estiver dentro de um veículo e o cabo cair e permanecer sobre ele, permaneça dentro do veículo. Mesmo estando dentro do veículo, orientamos para que não pegue na parte metálica pois pode ter ocorrido condução de corrente através dos pneus. Se você estiver do lado de fora, em momento algum pense em entrar para resgatar alguém.

Se estiver esperando o resgate e o carro começar a pega fogo não tente se deslocar sobre os cabos. Se estiver em perigo pule para longe do veículo o mais distante que puder caindo com os pés juntos. Posteriormente se afaste do veículo 25 metros no mínimo caminhando em passos curtos e com os pés mais juntos possível. Não tente sair correndo nem dar passos largos.

Fonte: Ascom Equatorial

Próxima notícia

Dê sua opinião: