PANDEMIA

Pandemia do Coronavírus deixa Teresina com aspecto de cidade fantasma

Devido ao Covid-19 e a época de chuvas as pessoas estão cada vez mais evitando sair de casa.


Patio do Shopping da cidade praticamente vazio de clientes

Patio do Shopping da cidade praticamente vazio de clientes Foto: Piauí Hoje

Teresina não parou somente no centro. Em todas as zonas da cidade o fluxo de pessoas e veículos diminuiu drasticamente. Bares e restaurantes estão vazios, trânsito quase inexistente e os supermercados estão abertos, mas com pouco movimento de clientes.

Na Universidade Federal do Piauí assim como a Universidade Estadual o movimento de pessoas é nulo. Um ou dois carros estacionados, mas sem pessoas a vista.

Foto: Tauany Oliveira

Avenidas antes da quarentena que eram muito congestionadas como por exemplo Raul Lopes, João XXIII, Joaquim Nelson e Poti Velho hoje estão praticamente vazias. No Teresina e Riverside Shopping poucos clientes são avistados nos estabelecimentos. E poucos empregados também. Algumas lojas já adotaram a politica de prevenção ao Covid-19 e dispensaram algumas pessoas do seu quadro de funcionários.

Outro agravante para a situação é a época de chuvas. Algumas comunidades que fazem o perímetro de Teresina já estão em estado de alerta devido aos alagamentos. As chuvas são recorrentes e algumas zonas da cidade, como exemplo a zona leste, inundam elevando as taxas de insalubridade. Para uma população acostumada com temperaturas de 35°, período de chuva é ótimo para ficar em casa.  

Mudanças de hábito 

Teresinenses estão mudando seus hábitos devido a prevenção ao Coronavírus. É comum encontrar pessoas usando máscaras. Todos os ônibus de Teresina, com aparelho de ar condicionado ou não, estão rodando coma as janelas abertas. O álcool em gel virou acessório permanente na bolsa.

Vale salientar que sem sintomas como febre, tosse ou espirros não é preciso usar máscaras.

Segundo estudos, apenas profissionais de saúde e pessoas que apresentem sintomas parecidos com os do novo coronavírus precisam usar máscaras. A função das máscaras é conter a propagação do vírus em quem já está infectado. A Organização Mundial da Saúde-OMS recomenda o uso racional das máscaras.

As formas mais eficazes de prevenção ao Covid-19, segundo a OMS, são: lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel; manter pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes; evitar coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação; tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente; não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

*Livia Ferreira é estagiaria do Portal sob supervisão do jornalista Luiz Brandão 

Próxima notícia

Dê sua opinião: